Pitomba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPitomba
Vendedor de pitomba em Fortaleza, no Brasil

Vendedor de pitomba em Fortaleza, no Brasil
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Sapindales
Família: Sapindaceae
Género: Talisia
Espécie: T. esculenta
Nome binomial
Talisia esculenta

A pitomba (ou o pitombo1 ) é o fruto da pitombeira (Talisia esculenta), árvore presente desde a Região Amazônica até a Mata Atlântica, do Nordeste do Brasil ao Rio de Janeiro, que chega a ter até doze metros de altura. Seus frutos, drupas, são comestíveis, saborosos e muito consumidos tanto pelo homem como pela fauna. A pitomba possui em geral um a dois caroços revestidos por uma camada fina e suculenta, adocicada e um pouco ácida. Quando madura, a fruta tem a cor laranja e em média cerca de três centímetros.

Estes frutos são comercializados nas feiras das regiões Norte e Nordeste no Brasil, sendo muito procurados por pássaros e amplamente cultivados em pomares domésticos por todo o país.

Dá nome a uma tradicional festa pernambucana, a Festa da Pitomba.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Pitomba" e "pitombo" provêm do termo tupi pito'mba1 .

Outras denominações[editar | editar código-fonte]

  • Pitombeira (nome da árvore onde a pitomba se origina)
  • Olho-de-boi
  • Pitomba-da-mata
  • Pitomba-de-macaco

Expressão idiomática[editar | editar código-fonte]

O termo pode ser usado na expressão popular "fulano não vale uma pitomba", significando que a pessoa não vale nada, como o tamanho pequeno da fruta.

Referências

  1. a b FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 341.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]