Pixote (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Pixote
Dodô vocalista da banda.
Informação geral
País  Brasil
Gênero(s) Pagode
Período em atividade 1993-presente
Gravadora(s) Atração (1995-97; 2005-08)
Continental East West (1991)
Warner Music (2001)
Sky Blue (2004)
EMI (2010)
Radar Records (2012-presente)
Página oficial Página oficial
Integrantes Dodô
Thiaguinho
Mineirinho
Tiola Chocolate
Du

Pixote é uma banda brasileira de pagode. No início eram 7 os componentes, hoje, são 5. Douglas Fernando Monteiro, o Dodô no vocal, Thiago Carvalho Santana, o Thiaguinho nos teclados, Clayson Rangel Batista, o Mineirinho no violão, Agnaldo Nascimento Apolinário, o Tiola Chocolate no tantan e, completando a turma, Eduardo Pereira Pacheco, o Dú no pandeiro. Todos, até pela idade, solteiros, que tem como ídolos: Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal, Martinho da Vila, 14 bis, Windsier, Emílio Santiago e Djavan.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1993, os sete, ainda crianças mas já com banda formada, participaram de um festival de samba. E foi nessa ocasião que acabaram sendo observados e descobertos pelo pessoal da gravadora Zimbawê. Foram eles que sugeriram, pelo fato de se tratarem de pré-adolescentes, a mudança de nome do grupo para Pixote, que acabou pegando e fazendo marca.

O primeiro trabalho foi a participação do grupo na coletânea "Pagode de Primeira", onde interpretam as canções Sonho Real e Sonho de Poeta. Em 1996, finalmente lançavam o primeiro disco, "Brilho de Cristal", onde o grupo estourou com a faixa de mesmo nome e com Cada Um Cada Um, principalmente no interior e na capital paulista.

O segundo CD, "Tão Inocente", saiu na esteira do trabalho anterior e alavancou seis sucessos nas paradas. Os meninos dão, então, o maior passo de sua carreira, assinando contrato com a gravadora Continental East West, onde lançaram, em 2000, o terceiro álbum de sua carreira, "Tá Bom Demais", onde contam com a produção cuidadosa do Bira Hawai.

Mas nem tudo foi fácil antes do sucesso. Tiveram muitas dificuldades no início de carreira. E batalharam duro em outros palcos menos iluminados. Douglas era atendente do McDonalds. Tiola vendia autopeças. Mineiro era guia turístico em Ouro Preto/MG.

Existem 3 momentos especiais na carreira destes garotos, momentos inesquecíveis desta explosiva trajetória, que, em apenas sete anos, os tornou conhecidos em praticamente todo o Brasil. A gravação do primeiro CD, a participação do público no primeiro show, e o primeiro trabalho pela Continental East West, pontapé inicial de nesta carreira.

Entre os diversos shows que já fizeram, os mais marcantes na opinião do Grupo foi o realizado no CERET-SP para uma audiência de mais de 100 mil pessoas, apresentação durante a Copa do Mundo de 94, no Ginásio do Ibirapuera. As músicas marcantes, segundo o próprio Pixote, são: Brilho de Cristal, a preferida, e as ainda lembradas Saudade de Nós e Beijo Doce.

Formação atual[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Tabela de discos (em ordem cronológica)
Nome do álbum Gravadora Ano de lançamento
Brilho de Cristal Atração
1995
Tão Inocente Atração
1997
Tá Bom Demais Continental East West
1999
Idem Warner Music
2001
Pira Desconhecida
2002
Vamos Nessa - Ao Vivo Sky Blue
2004
Descontrolado Atração
2005
15 Anos Ao Vivo Atração
2008
Obrigado, Brasil EMI
2010
Radar Records
2012
Pixote - 20 Anos Sem Moderação Som Livre
2013

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.