Placa epifisária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Placa epifisária
Tib fib growth plates.jpg
Radiografia da parte inferior da perna de uma criança de 12 anos, mostrando placa epifisária em crescimento na tíbia e na fíbula.
Hypertrophic Zone of Epiphyseal Plate.jpg
Zona hipertrófica da placa epifisária apresentando três zonas: de maturação (parte superior), degenerativa (parte média) e de calcificação (parte inferior).
Latim lamina epiphysialis

A placa epifisária (ou placa do crescimento) é uma placa de cartilagem hialina localizada na metáfise da terminação dos ossos longos. A placa é encontrada em crianças e adolescentes. Nos adultos, que já pararam de crescer, a placa é substituída por uma linha epifisária.

Organização histológica[editar | editar código-fonte]

A placa epifisária apresenta uma morfologia muito específica com um arranjo em zonas.[1]

Zona da placa epifisária
(da epífise para a diáfise)
Descrição
Zona de reserva São encontrados condrócitos quiescentes na região terminal da epífise.
Zona de proliferação Os condrócitos realizam várias mitoses sob a influência do hormônio do crescimento.
Zona de maturação e hipertrofia Os condrócitos interrompem as mitoses e começam a sofrer hipertrofia devido ao acúmulo de glicogênio, lipídios e fosfatase alcalina.
Zona de calcificação Os condrócitos sofrem apoptose. A matriz cartilaginosa começa a ser calcificada.
Zona de ossificação Os osteoclastos e os osteoblastos da diáfise penetram na cartilagem calcificada e a substituem por tecido ósseo mineralizado.

Referências

  1. Ovalle, William K.; Nahirney, Patrick C.. Netter's essential histology : with Student consult online access. 1 ed.. ed. Philadelphia, Pa.: Elsevier Saunders, 2007. ISBN 9781929007868.