Plagiodontia aedium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaPlagiodontia aedium[1]
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Status iucn3.1 EN pt.svg
Em perigo (IUCN 3.1) [2]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Rodentia
Família: Capromyidae
Subfamília: Plagiodontinae
Género: Plagiodontia
Espécie: P. aedium
Nome binomial
Plagiodontia aedium
F. Cuvier, 1836

Plagiodontia aedium é uma espécie de roedor da família Capromyidae. Pode ser encontrada na ilha de Hispaniola (Haiti e República Dominicana). Está ameaçada de extinção sendo classificada como "em perigo" pela IUCN. A destruição do habitat é a principal ameaça à sobrevivência da espécie.

Nomenclatura e taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita por Frédéric Cuvier em 1836 como Plagiodontia aedium, com base em um espécime coletado no Haiti, mas cuja localidade-tipo específica não era conhecida.[3] Em 1928, Gerrit Smith Miller descreveu uma segunda espécie, Plagiodontia hylaeum, com base num espécime coletado na província de Samaná na República Dominicana.[4] Sydney Anderson, em 1965, considerou todas as espécies descritas como coespecíficas, entretanto, manteve a diferenciação alopátrica ao reconhecer duas subespécies, uma no sul (aedium) e outra no norte (hylaeum) da ilha.[5]

Em 2012, Brace e colaboradores analisaram o DNA mitocondrial de espécimes modernos e históricos e concluíram que na ilha de Hispaniola ocorre três linhagens biogeográficas distintas congruentes com a história geotectônica da ilha, com uma divisão filogenética primária das linhagens do norte e do sul, que divergiram há 0.6 milhões de anos (Pleistoceno Médio), e posteriormente uma subdivisão quase completa da linhagem do sul através da linha de Bond em uma linhagem no sudoeste e outra no sudeste. Devido a falta de uma análise morfométrica, Brace e colaboradores, de maneira conservadora, continuaram a reconhecer uma espécie com duas subespécies, uma no norte e outra no sul da ilha, mas recomendaram que as três linhagens alopátricas fossem consideradas unidades evolutivas distintas para a conservação.[6] No mesmo ano, Hansford e colaboradores através da análise morfométrica confirmaram que as linhagens norte e sul demonstravam diferenças morfológicas corroborando o tratamento dessas populações como subespécies distintas.[7] Em 2015, Turvey e colaboradores realizaram uma análise morfométrica na população do sudeste da ilha, confirmando sua diferenciação da linhagem do sudoeste, e descrevendo uma terceira subespécie, P. a. bondi.[8]

Três subespécies são reconhecidas:[1] [8]

  • Plagiodontia aedium aedium F.Cuvier, 1836
  • Plagiodontia aedium bondi Turvey, Hansford, Kennerley, Nuñez-Miño, Brocca & Young, 2015
  • Palgiodontia aedium hylaeum Miller, 1928

Distribuição geográfica e habitat[editar | editar código-fonte]

A espécie é endêmica da ilha de Hispaniola localizada no mar do Caribe politicamente dividida entre Haiti e República Dominicana.[2] Algumas fontes indicam também a presença na ilha de La Gonâve.[1] Habita florestas tropicais e subtropicais, incluindo áreas rochosas.[2]

Conservação[editar | editar código-fonte]

P. aedium está classificada pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) como "em perigo" de extinção.[2] A principal ameaça é a destruição do habitat dentro e fora das áreas protegidas. Outras ameaças incluem a caça para consumo humano, especialmente no Haiti, a eliminação por ser tratada como peste agrícola e a introdução de espécies exóticas, como o mangusto, cão, gato e ratos, que se alimentam da espécie.[2]

Referências

  1. a b c Woods, C.A.; Kilpatrick, C.W.. Infraorder Hystricognathi. In: Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.). Mammal Species of the World. 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. 1538–1600 p. ISBN 978-0-8018-8221-0 OCLC 62265494
  2. a b c d e Turvey, S.; Incháustegui, S. (2008). Plagiodontia aedium (em Inglês). IUCN 2014. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2014 Versão 3. Página visitada em 19 de maio de 2015.
  3. Cuvier, F.. (1836). "Caracteres du genre Plagiodonte et description du Plagiodonte des habitations". Annales des Sciences Naturelles 2: 347–353.
  4. Miller Jr., G.S.. (1928). "The rodents of the genus Plagiodontia". Proceedings of the United States National Museum 72: 1–8.
  5. Anderson, S.. (1965). "Conspecificity of Plagiodontia aedium and P. hylaeum (Rodentia)". Proceedings of the Biological Society of Washington 78: 95–98.
  6. Brace, S.; Barnes, I.; Powell, A.; Woolaver, L.G.; Thomas, M.G.; Turvey, S.T.. (2012). "Population history of the Hispaniolan hutia Plagiodontia aedium (Rodentia: Capromyidae): testing the model of ancient differentiation on a geotectonically complex Caribbean island". Molecular Ecology 21: 2239–2253..
  7. Hansford, J.; Nuñez-Miño, J.M.; Young, R.P.; Brace, S.; Brocca, J.L.; Turvey, S.T.. (2012). "Taxonomy-testing and the ‘Goldilocks Hypothesis’: morphometric analysis of species diversity in living and extinct Hispaniolan hutias". Systematics and Biodiversity 10 (4): 491-507.
  8. a b Turvey, S.T.; Hansford, J.; Kennerley, R.J.; Nuñez-Miño, J.M.; Brocca, J.L.; Young, R.P.. (2015). "A new subspecies of hutia (Plagiodontia, Capromyidae, Rodentia) from southern Hispaniola". Zootaza 3957 (2): 201–214.
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Plagiodontia aedium
Ícone de esboço Este artigo sobre sobre roedores, integrado ao WikiProjeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.