Planetesimal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Planetesimais são objetos sólidos que se estima que existam nos discos protoplanetários.

Os planetesimais tinham cerca de 1 km de diâmetro. Foram os planetesimais que formaram os planetas, que hoje conhecemos, chocando-se entre si. Pensa-se que os asteróides, que se localizam na cintura de asteroides, são esses planetesimais,que nunca chegaram a formar um planeta, devido à forte força gravitacional de Júpiter. Astrônomos da Universidade do Colorado, em Boulder (EUA), descobriram o que julgam ser dezenas de potenciais casulos proto-estelares no interior hostil de uma enorme região de formação de estrelas, a nebulosa da Quilha (NGC 3372).1 Esta nebulosa encontra-se cinco vezes mais afastada do que a Grande Nebulosa de Oriente (M 42), estando situada num outro braço espiral da nossa galáxia, a uma distância de 7 300 anos-luz.2

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.