Plasma (KDE)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
Plasma
Logótipo
Captura de tela
Área de trabalho do plasma
Desenvolvedor Aaron Seigo como líder do projeto e outros
Plataforma alpha, amd64, arm, hppa, ia64, ppc, ppc64, sparc, x86
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Lançamento 11 de janeiro de 2008 (6 anos)[1]
Versão estável 4.12 (18 de dezembro de 2013; há 49 semanas e 1 dia)[2] [3] [+/-]
Versão em teste [+/-]
Idioma(s) Multilíngue
Escrito em C++ (Qt4)
Sistema operativo Completa: Tipo-unix com X11 e também Windows XP–posterior.[4]
Apenas programas: Mac OS X v10.4–posterior
Gênero(s) Motor de widget e área de trabalho
Licença GNU LGPL
Estado do desenvolvimento Ativo
Página oficial plasma.kde.org (em inglês)., acessado pela última vez há 231 semanas e 5 dias

Plasma, parte da KDE Software Compilation 4, é o nome da área de trabalho e painel utilizados pela interface de usuário no projeto KDE.

Três sub-projetos estão sendo desenvolvidos atualmente no Plasma: Plasma Desktop para computadores de mesa tradicionais e notebooks, Plasma Netbook para netbooks, e o Plasma Mobile para smartphones estilo Nokia N900.

A sua tecnologia é fundamental para recriar várias tecnologias de integração da área de trabalho incluídas nos ambientes KDE anteriores, para GNU/Linux e outros sistemas tipo unix, focando-se na beleza e em efeitos gráficos especiais. Ele mais perceptivelmente substitui a anterior camada KDesktop, a barra de tarefas Kicker e o motor de widgets SuperKaramba, usados na série KDE 3, por um espaço de trabalho unificado para a KDE SC 4. O Plasma também fornece interfaces que independem da resolução para o KDE, tornando a área de trabalho praticamente idêntica mesmo em resoluções de tela diferentes. Os applets do Plasma são chamados coletivamente de plasmóides, mas variam de widgets informativos a mini-aplicativos como calculadoras e dicionários. Um recurso importante do Plasma é que não mais distinção entre painéis (como a barra de tarefas), ícones da área de trabalho, ou widgets; eles são criados da mesma forma.

O Plasma separa componentes em "motores de dados" e sua visualização em contrapartida. O objetivo é reduzir o esforço total de programa necessário para múltiplas visualizações dos mesmos dados; e para facilitar que o motor de dados e sua visualizações sejam escritos independentemente. O substituto planejado para o KMenu em versões posteriores da KDE SC 4, chamado Raptor, fará uso extensivo disto.

Widgets suportados[editar | editar código-fonte]

Esta é a lista dos widgets que a versão atual do Plasma suporta. Lembre-se que nem todos widgets são suportados por padrão em todas distribuições GNU/Linux; algumas podem exigir diferentes pacotes, ou até a recompilação do Plasma.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]