Plesiosauria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Plesiossauro)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPlesiosauria
Ocorrência: Jurássico Inferior - Cretáceo Superior 199.6–66 Ma
Meyerasaurus victor

Meyerasaurus victor
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Sauropterygia
Ordem: Plesiosauria
de Blainville, 1835
Subordens

Plesiosauria é uma ordem de répteis marinhos fósseis do clado Sauropterygia. O grupo surgiu no Jurássico Inferior e subsistiu durante todo o Mesozoico até ao desaparecimento na extinção K-T no Cretáceo. Apesar de serem répteis gigantes e carnívoros do Mesozoico, os plesiossauros não estavam relacionados com os dinossauros, que formavam um grupo à parte. Dois tipos ecológicos de Plesiosauria podem ser distinguidos, o primeiro é composto por animais de pescoço longo e cabeça pequena, enquanto, o segundo continha animais de pescoço curto e cabeça alongada. Ambas possuíam o tronco rígido e pesado, membros que funcionavam como remos e as narinas localizadas no alto da cabeça, imediatamente em frente aos olhos. A hiperfalangia aumentava o tamanho dos remos e alguns espécimens apresentavam até 17 falanges por dígito.

Incrementaram as adaptações para a vida aquática, surgidas com os notossauros, dos quais talvez se originaram, mas as relações filogenéticas seriam problemáticas.

Descoberta[editar | editar código-fonte]

O Plesiossauro (espécie que deu o nome ao grupo) foi um dos primeiros fósseis a ser descoberto e gerou grande interesse na Era vitoriana. Foi chamando de "quase-lagarto" por William Conybeare para dizer que se parecia mais com um réptil do que o ictiossauro, que tinha sido descoberto na mesma camada de rochas uns anos antes. O focinho era curto mas a boca era capaz de abrir muito e as mandíbulas tinham dentes cónicos muito parecidos com os dos actuais gaviais. O pescoço era longo e delgado, mas parece ter sido rígido, devido às suas vértebras de fundo liso, o que impossibilita ter tido o "pescoço de cisne", como em muitas representações antigas. As vértebras restantes também são de fundo liso e firmemente unidas e não apresentam osso sacro. O plesiossauro alimentava-se essencialmente de belemnites e peixes. As suas mandíbulas e dentição assemelham-se a uma armadilha para peixes. Deslocava-se graças às barbatanas, sendo a cauda curta demais para ter algum uso. A cabeça deve ter sido usada como leme para fazer curvas em perseguições.

Em Portugal conhece-se apenas uma espécie: Lusonectes sauvagei do Jurássico Inferior de Alhadas[1] .

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A classificação dos plesiossauros tem variado ao longo do tempo; esta classificação representa a versão atual.[2]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O plesiossauro é supostamente o verdadeiro Monstro do Lago Ness
  • O plesiossauro também apareceu no jogo Dino Crisis 2, como um dos chefões do jogo debaixo d'água.
  • O plesiossauro também apareceu em Zyuden Sentai Kyoryuger como o Zyudenryu Plezuon.
  • Pode ser o Leviatã, citado por Jó na Bíblia

Referências

  1. Smith, A. S., Araújo, R., & Mateus, O. (2011). A new plesiosauroid from the Toarcian (Lower Jurassic) of Alhadas, Portugal. Acta Palaeontologica Polonica,57(2), 257-266.
  2. O'Keefe, F.R. 2001. A cladistic analysis and taxonomic revision of the Plesiosauria (Reptilia: Sauropterygia). Acta Zoologica Fennica 213: 1-63

Ligações externas[editar | editar código-fonte]