Plexo coroide

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Está intimamente relacionado ao cerebelo e às meninges.

Plexo coroide (do latim plexu, enlaçamento, e do grego choroeidés, membrana delicada), é uma estrutura encontrada nos ventrículos do sistema nervoso onde é produzido a maior parte do líquido cefalorraquidiano. Num adulto, ocorre produção de cerca de 500 ml/dia e usado para drenar certas substâncias (como drogas e toxinas) para fora do cérebro. Todo o volume de LCR é trocado em torno de três a quatro vezes por dia.[1]

É resultado de invaginação do teto do epêndima para a cavidade ventricular. Possui epitélio cuboide ou colunar simples e ocupa cerca de 40cm² de área. Não possui a barreira hematoencefálica típica do encéfalo, o que os tornam vulneráveis a doenças sistêmicas.[1]

Seu mal funcionamento está associado a hidrocefalia em crianças.

Referências

  1. a b MELO, Ernesto Lima Araújo et al. Lesões expansivas do plexo coróide. Radiol Bras [online]. 2003, vol.36, n.6 [cited 2013-08-10], pp. 379-384 . Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842003000600010&lng=en&nrm=iso>. ISSN 0100-3984. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842003000600010.