Poema de Amor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Poema de Amor
Álbum de estúdio de Elis Regina
Lançamento 1962
Gravação 1962
Gênero(s) MPB, Bossa Nova
Gravadora(s) Continental
Cronologia de Cronologia de estúdio por Elis Regina
Último
Último
Viva a Brotolândia
(1961)
Elis Regina
(1963)
Próximo
Próximo

Segundo disco da carreira de Elis Regina, que ainda não era tão conceituada com o "título" que a aclama por toda sua carreira o de "Melhor Cantora Brasileira". Lançado em 1962 pela gravadora Continental, foi relançado em 1982 somente com o nome de "Poema" juntamente com seu primeiro disco de carreira: "Viva a Brotolândia", em 1989 voltou a ser relançado em LP simples com o título de "A Estrela Brilha", e novamente em 2006 na coleção "Primeiro Discos".

Músicas[editar | editar código-fonte]

  1. Poema (Fernando Dias)
  2. Pororó-popó (João Roberto Kelly)
  3. Dá-me um beijo (Trovajoli/Danell/Versão: Romeo Nunes)
  4. Nos teus lábios (A.Santos/Haroldo Eiras)
  5. Vou comprar um coração (Paulo Tito/Romeo Nunes)
  6. Meu pequeno mundo de ilusão (Pockriss/Hilliard/Versão: Mauro Pires)
  7. Las secretárias (Paulo Luiz/Versão: Martha de Almeida)
  8. Saudade é recordar (Vera Falcão/Renan França)
  9. Pizzicati-Pizzicato (Stern/Marnay/Versão: Fred Jorge)
  10. Canção de enganar despedida (Joluz/Walter)
  11. Confissão (Paulo Aguiar/Umberto Silva/Luiz Mergulhão)
  12. Podes voltar (Othon Russo/Nazareno de Brito)


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Elis Regina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.