Poema de Amor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Poema de Amor
Álbum de estúdio de Elis Regina
Lançamento 1962
Gravação 1962
Gênero(s) MPB, Bossa Nova
Gravadora(s) Continental
Cronologia de Cronologia de estúdio por Elis Regina
Último
Último
Viva a Brotolândia
(1961)
Elis Regina
(1963)
Próximo
Próximo

Segundo disco da carreira de Elis Regina, que ainda não era tão conceituada com o "título" que a aclama por toda sua carreira o de "Melhor Cantora Brasileira". Lançado em 1962 pela gravadora Continental, foi relançado em 1982 somente com o nome de "Poema" juntamente com seu primeiro disco de carreira: "Viva a Brotolândia", em 1989 voltou a ser relançado em LP simples com o título de "A Estrela Brilha", e novamente em 2006 na coleção "Primeiro Discos".

Músicas[editar | editar código-fonte]

  1. Poema (Fernando Dias)
  2. Pororó-popó (João Roberto Kelly)
  3. Dá-me um beijo (Trovajoli/Danell/Versão: Romeo Nunes)
  4. Nos teus lábios (A.Santos/Haroldo Eiras)
  5. Vou comprar um coração (Paulo Tito/Romeo Nunes)
  6. Meu pequeno mundo de ilusão (Pockriss/Hilliard/Versão: Mauro Pires)
  7. Las secretárias (Paulo Luiz/Versão: Martha de Almeida)
  8. Saudade é recordar (Vera Falcão/Renan França)
  9. Pizzicati-Pizzicato (Stern/Marnay/Versão: Fred Jorge)
  10. Canção de enganar despedida (Joluz/Walter)
  11. Confissão (Paulo Aguiar/Umberto Silva/Luiz Mergulhão)
  12. Podes voltar (Othon Russo/Nazareno de Brito)


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Elis Regina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.