Polícia Militar do Estado do Espírito Santo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Polícia Militar Espírito Santo
Brasão PMES.PNG
País  Brasil
 Espírito Santo
Corporação Polícia Militar
Subordinação Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social - SESP
Missão Segurança Pública
Sigla PMES
Criação 1835 (179 anos)
Aniversários 6 de abril
Marcha Canção do Soldado Capixaba
Lema "Berço da Coragem do Povo Capixaba"
História
Guerras/batalhas Guerra do Paraguai
Revolução de 1924
Revolução de 1930
Revolução de 1932
Guerrilha do Caparaó
Sede
Guarnição Vitória
Internet Página oficial

A Polícia Militar do Estado do Espírito Santo (PMES) - A mais antiga e fiel instituição do Estado - é uma das forças de polícia militar do Brasil, sendo responsável pelo policiamento ostensivo no Estado do Espírito Santo. Seu Quartel do Comando Geral (QCG) é situado na cidade de Vitória, capital do Estado.

História[editar | editar código-fonte]

A PMES foi criada em 6 de abril de 1835 pelo governador Manoel José Pires da Silva Pontes. Após o golpe militar de 1889, a PMES foi reestruturada e renomeada Corpos de Segurança. Ao longo dos anos, a organização mudou o nome por muitas vezes: Corpo de Polícia (1898), Corpo de Polícia Militar (1908), Regimento de Polícia Militar (1924), Força de Polícia (1933), Força de Polícia Militar (1940), e finalmente Polícia Militar.

A Polícia Militar do Espírito Santo interveio em muitos conflitos regionais, incluindo a Guerra do Paraguai (1865), a Revolta Paulista de 1924, a Revolução de 1930, a Revolução Constitucionalista em São Paulo (1932), bem como os motins no norte do estado (Guerra do Contestado) e a Guerrilha do Caparaó. Hoje, a PMES é essencialmente responsável por manter a ordem pública no Estado do Espírito Santo. O efetivo da PMES realiza missões de busca e salvamento, ações de Defesa Civil e está envolvido na prevenção e combate de incêndios e explosões, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo.

Ações[editar | editar código-fonte]

As regiões mais violentas do estado do Espírito Santo estão localizadas nos municípios de Serra e Cariacica, municípios da Região Metropolitana de Vitória. Para prevenir e combater a criminalidade, a PMES regularmente patrulha as áreas e pretende participar ativamente com as necessidades das comunidades. A PMES tem desenvolvido programas educacionais como o PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência, que desenvolve ações educativas em escolas da rede pública com o intuito de desenvolver uma ação pedagógica de prevenção ao uso indevido de drogas e a prática de violência nas escolas e em suas comunidades e ainda desenvolver o espírito de solidariedade, cidadania e companheirismo. Além disso distribui folhetos informativos sobre sua atuação e materiais sobre segurança pública e drogas ilícitas nas comunidades que serve. Estas ações, dentre outras, tem garantindo a boa imagem da corporação em todo o estado, além de atuar secundariamente na prevenção do crime através de patrulhamentos e constantes abordagens.

CIODES[editar | editar código-fonte]

A PMES dispõe de um sistema integrado de emergência chamado CIODES - Centro Integrado Operacional de Defesa Social, ativo na Região Metropolitana de Vitória (CIODES) e Cachoeiro de Itapemirim (CIODES SUL). Tal sistema permite aos cidadãos ao mesmo tempo chamar a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Guarda Civil Municipal, Defesa Civil Estadual e Polícia Rodoviária Federal durante uma situação de emergência nas cidades ou em rodovias discando apenas um único número de telefone (190).

Quando acionar o CIODES 190
  • Em casos de crimes em andamento;
  • Quando for vítima e/ou saiba de crimes que acabaram de acontecer;
  • Em situações suspeitas que possam gerar crimes;
  • Homicídios;
  • Ocorrências de incêndio;
  • Acidentes no perímetro urbano e/ou rodovias

Hierarquia[editar | editar código-fonte]

A hierarquia na Policia Militar do Espirito Santo (PMES) é obedecida na seguinte ordem, em suas devidas classificações:

- Praças:

- Praça Especial:

- Oficiais:

Obs.: O policial que ingressar via CFSd somente poderá chegar a Capitão, no máximo, obedecendo alguns critérios internos e com muitos anos de serviço.

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Para reduzir os índices de criminalidade no Espírito Santo, sobretudo na Região Metropolitana de Vitória, o governo do estado por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social Implantou o Sistema de Radiocomunicação Digital que irá facilitar a comunicação entre o CIODES e as viaturas de área de cada batalhão. O governo investiu cerca de R$ 6.000.000,00 na implantação do sistema que contará com estações digitais fixas e móveis em locais estratégicos, em viaturas e com policias que atuam no policiamento a pé. O objetivo desse investimento é maximizar os índices de desempenho e eficácia no atendimento direto à população. Além disso, o novo sistema irá tornar a comunicação policial de voz e dados completamente segura e imune à interceptação de terceiros nas suas frequências. O projeto contemplou a aquisição de rádios transceptores digitais portáteis, estações fixas e móveis(computadores em viaturas), o que permitirá que todas as viaturas da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar disponham da eficácia do novo sistema digital melhorando assim o atendimento à população capixaba. Além disso a Polícia Militar recebeu 1500 aparelhos Motorola smartphones para os policiais que realizam o patrulhamento a pé, em bicicletas, motos e a cavalo. Todos os aparelhos possuem acesso direto ao banco de dados dos órgãos de segurança pública do ES em tempo real e de forma ágil. A PMES dispõe de armamento letal e não-letal, mas a inteligência tem sido sua principal arma no combate a criminalidade.

Organização[editar | editar código-fonte]

O atual comandante da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo é o Cel PM Edmilson dos Santos.

A PMES está presente nos 78 municípios do Espírito Santo com 14 Batalhões (BPM's), 6 Companhias Independentes (CIA IND), além das unidades especializadas com funções específicas, de acordo com a lista abaixo:

Batalhões de Polícia Militar
Companhias Independentes de Polícia Militar
Unidades Especializadas
  • Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas - ROTAM
  • Batalhão de Missões Especiais - B M E
  • Batalhão de Polícia de Trânsito - BPTran
  • Batalhão de Polícia Ambiental - BPAmb
  • Regimento de Polícia Montada - RPMont
Comandos de Policiamento Ostensivo
  • Comando de Policiamento Ostensivo Especializado - CPO - E
  • Comando de Policiamento Metropolitano - CPO - M
  • Comando de Policiamento Norte - CPO - N
  • Comando de Policiamento Sul - CPO - S
Diretorias Administrativas
  • Diretoria de Inteligência - DINT
  • Diretoria de Apoio Logístico - DAL
    • Centro de Logística da PMES - CeLog
  • Diretoria de Transportes - DT
  • Diretoria de Direitos Humanos e Polícia Interativa - DDHPI
    • Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência - PROERD
  • Diretoria de Ensino Instrução e Pesquisa - DEIP
    • Centro de Formação e Aperfeiçoamento - CFA
  • Diretoria de Promoção Social - DPS
  • Diretoria de Comunicação Social - DCS
  • Diretoria de Saúde - DS
    • Hospital da Polícia Militar - HPM
  • Diretoria de Pessoal - DP
  • Diretoria de Finanças - DF
  • Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI
  • CORREGEDORIA
    • Seccional Norte
    • Seccional Sul

Equipamento[editar | editar código-fonte]

Armamento letal
Armamento não-letal
Viaturas

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal
A Wikipédia possui o
Portal da Segurança do Brasil