Polemic (revista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Polemic foi uma revista britanica de Filosofia, Psicologia e Estética, publicada entre 1945 e 1947, que teve como objetivo ser um periódico geral ou não-especialista intelectual.[1]

Editada pelo ex-comunista Humphrey Slater,[2] que era "simpático à ciência, hostil às manifestações intelectuais do romantismo, e marcadamente anti-comunista.

Oito edições foram publicados.[1] A primeira, publicada em forma de livro para poder escapar da proibição de novos periódicos imposta pelo racionamento de papel em tempo de guerra, incluiu contribuições de Henry Miller, Bertrand Russell, Alfred Jules Ayer, Stephen Spender, Glover Stephen, George Orwell, C.E.M. Joad e Rupert Crawshay-Williams.[1]

Orwell contribuiu com cinco ensaios durante a existencia da revista e Russell e Ayer contribuiram com quatro cada. Outros contribuintes incluídos Philip Toynbee, Hugh Trevor-Roper, Dylan Thomas, Diana Witherby, Stuart Hampshire, Geoffrey Grigson, Ben Nicholson, Adrian Stokes, JD Bernal[3] CH Waddington[4] e John Wisdom.

Ensaios de Orwell[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Stefan Collini (2006). [1] Absent Minds: Intellectuals in Britain]. Oxford University Press.
  2. David Buckman (13 novembro 1998). Art-Historical Notes: "Where are the Hirsts of the 1930s now?" (em en). The Independent.
  3. The Guardian
  4. a b c d e Orwell, Sonia and Angus, Ian (eds.). The Collected Essays, Journalism and Letters of George Orwell Volume 4: In Front of Your Nose (1945-1950) (Penguin)
  5. Orwell, Sonia and Angus, Ian (eds.). The Collected Essays, Journalism and Letters of George Orwell Volume 3: As I Please (1943-1945) (Penguin)