Pollachius pollachius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaPollachius pollachius
juliana
Pollachius pollachius aquarium.jpg

Estado de conservação
Não avaliada
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Gadiformes
Família: Gadidae
Género: Pollachius
Espécie: P. pollachius
Nome binomial
Pollachius pollachius
(Linnaeus, 1758)

Pollachius pollachius (Linnaeus, 1758) é uma espécie de peixe marinho pertencente ao género Pollachius, comum em partes do nordeste do Oceano Atlântico ao longo das costas ocidentais da Europa, incluindo o Golfo da Biscaia e o Mar do Norte. Os espécimes adultos podem atingir até 130 cm de comprimento e pesar até 18,1 kg, embora em geral os exemplares capturados tenham menos de 75 cm.[1] [2]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

P. pollachius é uma espécie de crescimento rápido e de vida relativamente curta,[2] sendo que a idade máxima reportada é de apenas 15 anos.[3] Postula-se que se reproduzam em áreas afastadas das costas, mas as suas áreas de reprodução são pouco conhecidas. Um estudo da população de fjordes noruegueses sugere que a reprodução é local.[4]

A espécie é bentopelágica, isto é que vive junto aos fundos marinhos em águas profundas.[2] They seem to be relatively sedentary.[4] [5]

Pescaria[editar | editar código-fonte]

A espécie é apreciada como sucedâneo do bacalhau, sendo objecto de uma importante pescaria nas águas do Atlântico Nordeste, mas a maior parte das capturas são acidentais, em geral associadas à pesca do bacalhau.

As descargas desta espécie apresentam duas áreas relativamente distintas de pesca, uma na parte norte do Mar do Norte e Skagerrak, estendendo-se para norte ao longo da costa norueguesa, e outra entre o Canal da Mancha e o Mar da Irlanda, etendendo-se para sul ao longo da costa francesa até ao Golfo da Biscaia. As descargas anuais totais desta espécie totalizam alguns milhares de toneladas.[3]

P. pollachius é muito apreciado na pesca lúdica, estimando-se que os desportistas (incluindo os turistas) tenham capturado cerca de 100 toneladas em 2009 apenas ao longo da costa norueguesa.[6] Estima-se que em águas francesas seja anualmente capturadas cerca de 3 500 toneladas desta espécie por pescadores amadores.[7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Ed. Froese, Rainer; Pauly, Daniel (Outubro de 2010). "Pollachius pollachius" (em inglês). www.fishbase.org. FishBase.
  2. a b c Cohen, Daniel M.; Tadashi Inada, Tomio lwamoto, Nadia Scialabba. FAO species catalogue. Vol. 10. Gadiform fishes of the world (Order Gadiformes). An annotated and illustrated catalogue of cods, hakes, grenadiers and other gadiform fishes known to date. Rome: FAO, 1990. 442 p.
  3. a b ICES. Report of the Working Group on the Assessment of Demersal Stocks in the North Sea and Skagerrak (WGNSSK), 4–10 May 2011, ICES Headquarters, Copenhagen. Copenhagen: International Council for the Exploration of the Sea, 2011. 844 p. vol. CM 2011/ACOM:13.
  4. a b doi:10.1093/icesjms/fss043
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  5. Jakobsen, Tore. Tagging of pollack on the Norwegian west coast in 1979. Copenhagen: ICES, 1985. 3 p. vol. CM 1985/G: 24.
  6. doi:10.1093/icesjms/fsr077
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  7. ICES. Report of the Planning Group on Recreational Fisheries (PGRFS), 7-11 June 2010, Bergen, Norway. Copenhagen: International Council for the Exploration of the Sea, 2010. 168 p. vol. CM 2010/ACOM:34.