Polly

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Polly é uma canção do famoso conjunto grunge Nirvana. É a sexta canção do álbum Nevermind, de 1991.

Composta inicialmente por volta de 1988, "Polly", juntamente com "About a Girl" foi uma das primeiras incursões de Kurt Cobain na composição de música mais pop. Originalmente tinha o título de "Hitchhiker", depois "Cacker", mas foi renomeada "Polly" em 1989.

A canção foi excluída do álbum de estreia da banda, Bleach, porque Cobain pensava não estar condizente com o som grunge pesado da época. Foi inclusa no segundo album do grupo, Nevermind, dois anos depois, e foi regularmente tocada até a morte do cantor (e dissolução do Nirvana) em abril de 1994.

A canção é também a única com a participação do baterista Chad Channing no Nevermind, que saiu do grupo antes da gravação do álbum em Los Angeles. As batidas de Channing no chimbal permaneceram na versão final da canção no Nervemind, gravada nos estúdios Wisconsin do produtor Butch Vig antes de o baterista ser substituído por Dave Grohl.

No documentário Classic Albums, do VH1, sobre o Nevermind, Krist Novoselic diz se lembrar de Kurt escrever "Polly" após ler um artigo de jornal, de junho de 1987, sobre sequestro, tortura e estupro de uma garota de 14 anos, por Gerald Arthur Friend. Friend pegou-a próximo ao Tacoma Dome, em seu carro, após ela ir a um show de rock. Ela conseguiu ganhar sua confiança e simpatia convencendo-o de que estava gostando. Conseguiu escapar quando ele parou para abastecer, saindo do veículo e chamando a atenção das pessoas ao redor.

A letra de "Polly" relata o abuso e violência sexual, física e psicológica sofrida pela vítima, e eventual fuga desta, mas seguindo o ponto de vista do estuprador. O primeiro verso, "Polly wants a cracker" (literalmente "Polly quer biscoito"), alude ao diálogo que os donos de papagaio têm em inglês com suas aves de estimação. Há de se notar o trocadilho com o nome da vítima "Polly" e um nome comum dado a papagaios em inglês "Paulie" (como o "Louro" no Brasil). Tal verso evidencia assim não só a situação da vítima aprisionada, mas o fato de ela não ser tratada ou considerada como uma pessoa pelo agressor. Em seguida, com "I think I should get off of her first" ("acho que devo sair de cima dela primeiro"), é uma referência ao estupro. E "I think she wants some water / to put out the blow torch" ("acho que ela quer um pouco de água / para apagar o maçarico"), descreve o instrumento e a situação de tortura.

Na próxima estrofe, em "Polly wants a cracker / maybe she would like some food" ("Polly quer biscoito / talvez ela queira comer algo") mantém-se a visão que o violador tem de sua vítima como algo sub-humano, reforçada nos próximos versos "she asked me to untie her / a chase would be a nice for a few" ("ela me pediu para desamarrá-la / uma caça seria bom por enquanto") em que o pedido da vítima é interpretado como mais uma oportunidade para a diversão do algoz, evidenciando também o terror psicológico sofrido por ela.

Na estrofe final há a progressão em que a a partir do relato de dor física em "Polly says her back hurts" ("Polly diz que suas costas doem"), a vítima manipula seu agressor relatando a dor não mais como vítima, mas como participante do "jogo" em "She's just as bored as me" ("Ela está tão entediada quanto eu"), para então se aproveitar de uma distração dele em "She caught me off my guard" ("ela me pegou desprevenido"), deixando-o surpreso: "It amazes me the will of instinct" ("me espanta a vontade do instinto [de sobrevivência]")

O refrão, intercalando todas as estrofes, reforça, de maneira cíclica, a visão doentia do agressor e suas intimidações à vitima:

"It Isn't me? You have some seed" ("Não sou eu? Você tem sementes)

"Let me clip you dirty wings" ("Me deixe aparar suas asas")

"Let me take a ride, don't cut yourself" ("Me deixe dar uma volta, não se corte")

"I want some help to please myself" ("Quero ajuda para me satisfazer")

"I've got some rope, you have been told" ("Eu tenho uma corda, você foi avisada")

"I promisse you, I have been true" ("Eu te prometo, e eu tenho cumprido")

"Let me take a ride, don't cut yourself" ("Me deixe dar uma volta, não se corte")

"I want some help to please myself" ("Quero ajuda para me satisfazer")

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um single de Nirvana é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.