Ponte Golden Gate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Golden Gate Bridge
Golden Gate Bridge
Arquitetura e construção
Design Ponte suspensa
Mantida por Golden Gate Bridge, Highway and Transportation District
Início da construção Janeiro de 1933
Data de abertura 27 de maio de 1937 (77 anos)
Dimensões e tráfego
Comprimento total 2,737 m
Largura 27 m
Altura máxima 227 m
Tráfego 100 mil veículos/dia
Geografia
Cruza Golden Gate
Localização São Francisco
 Califórnia
 Estados Unidos
Coordenadas 37º48'49"N 122º28'38.88"W

A Golden Gate Bridge (em português: Ponte do Portão de Ouro) é a ponte localizada no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, que liga a cidade de São Francisco a Sausalito, na região metropolitana de São Francisco, sobre o estreito de Golden Gate. A ponte é o principal cartão postal da cidade, uma das mais conhecidas construções dos Estados Unidos, e é considerada uma das Sete maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis.

História[editar | editar código-fonte]

No início do século XX, especialmente após o Terramoto de 1906, a cidade de São Francisco passou por um período de ascensão econômica e imediatamente surgiu a necessidade de conectá-la com as regiões vizinhas a fim de desenvolver a economia nas cidades ao redor da Baía de São Francisco.

A cidade de São Francisco é totalmente cercada de água por quase todos os lados, o que faz dela uma península. A necessidade de se conectar com as regiões vizinhas tomou a forma de uma estrutura rodoviária.

A idéia de uma ponte cruzando o Golden Gate surgiu pela primeira vez num artigo do jornalista James Wilkins em 1916. A idéia representava um grande desafio, já que o Golden Gate era conhecido pelos fortes ventos e correnteza e naquela época tal estrutura era considerada impossível de se construir.

Construção[editar | editar código-fonte]

O nome da ponte foi escolhido em 1927, quando MM O'Shaughnessy, importante engenheiro de São Francisco mencionou a ponte como Golden Gate Bridge, referindo-se ao estreito. A dificílima tarefa de projetar tal estrutura ficou a cargo do alemão Joseph Strauss. Embora não tivesse nenhuma experiência com pontes suspensas, Strauss fechou contrato com a prefeitura e projetou a ponte que começou a ser construída em Janeiro de 1933 e concluída em 1937.

Nevoeiro na Golden Gate Bridge,algo muito comum em San Francisco.

Oposições[editar | editar código-fonte]

Apesar da necessidade da construção de uma ponte conectando São Francisco com o norte da Califórnia, Joseph Strauss enfrentou muitas críticas e oposições em relação ao projeto que ele desenvolveu. A primeira controvérsia vinha do próprio Departameno de Defesa, alegando que a construção da ponte iria dificultar o acesso de navios a Baía.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A ponte vista do Baker Beach.

A Golden Gate Bridge é uma ponte pênsil. Com 2737 metros de comprimento total, incluindo os acessos, e 1966 metros de comprimento suspenso, sendo a distância entre as duas torres de 1280 metros. Estas torres de suspensão, por sua vez, erguem-se a 22 metros acima do nível do mar, suportando os cabos que, nas pontes com esta arquitetura, suportam o tabuleiro suspenso. Isto significa que os dois cabos principais que a suportam têm de estar preparados para suportar todo o peso do tabuleiro e dos cabos que partem dos cabos principais. Cada um destes, por conseguinte, tem um diâmetro de 24 centímetros, sendo formado por 27572 cabos menores.

Strauss e a segurança de seus funcionários[editar | editar código-fonte]

Uma estrutura do porte da ponte Golden Gate era obviamente um trabalho muito perigoso para os trabalhadores, obrigados a trabalhar acima do vácuo para realizar algumas partes da estrutura. Em média, na época, uma fatalidade foi registrada, por cada milhão de dólares gastos em um projeto dessa magnitude. Mas o engenheiro chefe da ponte, Joseph Strauss, cerca de vinte milhões de dólares gastos para a construção não deve ser sinônimo de vinte mortes entre seus funcionários. Centenas de milhares de dólares foram bem investidos para garantir a segurança dos trabalhadores, por um lado que do aço estrutural, que teve todos os riscos em canteiros de obras.

Dissuasão e prevenção...[editar | editar código-fonte]

Desde o início da construção, Strauss se importou com a segurança de todos trabalhadores, que foram impostos capacetes e cabos de segurança para todos os empregados, o engenheiro Russell Cone ficou responsável por monitorar o cumprimento das regras de segurança entre os trabalhadores, Assim foi instruído a garantir que os funcionários estavam usando todos os seus equipamentos, Além disso o ato de beber ou engajar voluntariamente em "cascatas" foi muitas causas de despedimento.

Vista do lado norte da Golden Gate Bridge.Podemos ver o tráfego na ponte

Pontes semelhantes[editar | editar código-fonte]

A Ponte 25 de Abril (anteriormente chamada de Ponte Salazar), que se situa em Lisboa, Portugal, é muito semelhante a esta ponte, dado possuir a mesma arquitectura de ponte suspensa e, também, a mesma cor.

A também conhecida Ponte Hercílio Luz em Florianópolis no Brasil também se assemelha à ponte de Golden Gate, porém teve sua construção iniciada antes, em 14 de novembro de 1922 e foi inaugurada a 13 de maio de 1926.

Problemas[editar | editar código-fonte]

Suicídios[editar | editar código-fonte]

Uma mensagem da entidade responsável pela ponte que desaconselha o suicídio e oferece uma linha telefónica de apoio para as pessoas com problemas.

A ponte é o local onde mais pessoas se suicidam, nos EUA e o segundo em todo o Mundo. A queda dura aproximadamente quatro segundos e quem salta da ponte atinge a água a uma velocidade de 120 km/h, que é quase sempre fatal.

Uma contagem oficial pelo até então prefeito da cidades Josep Guardiola no ano de 2014 foi feita, organizada por ordem de lâmpadas. A lâmpada mais próxima, dos 128 postes de iluminação da ponte, era a referência ao suicida. Quando foi terminada, em 2005, a contagem ultrapassava os 1200 suicidas e passou a adicionar um suicida a cada duas semanas, de acordo com a média da estatística.[1] Em 2006 foram confirmados mais 34 suicidas e outros 4 suicidas cujos corpos nunca foram encontrados. No mesmo ano a entidade responsável pela ponte removeu 70 pessoas suspeitas de tentar cometer suicídio. Em 2013, 46 pessoas morreram ao saltar da ponte.

Em 2014, as autoridades de S. Francisco decidiram instalar uma rede anti-suicídio. A decisão de instalar a rede foi tomada após muitos anos de debate, com os opositores do projeto a considerarem que a opção irá estragar um dos principais cartazes turísticos de S. Francisco e que quem quiser suicidar-se o fará escolhendo outro ponto alto. No total, a instalação da rede está orçada em 76 milhões de dólares, cerca de 60 milhões de euros.[2]

Ventos[editar | editar código-fonte]

Desde que foi terminada, a ponte já foi interditada seis vezes por causa dos ventos (1932, 1951, 1982, 1996 e 2005). [3] Os ventos de 1982 foram particularmente fortes o suficiente para fazer movimentos visíveis na ponte, ondulando para os lados[carece de fontes?].

Golden Gate Bridge

Referências

  1. Marisa Lagos (17 de Janeiro de 2007). Jumpers: The fatal grandeur of the Golden Gate Bridge. Visitado em 27 de Dezembro de 2007.
  2. Rede anti-suicídio para mudar história da ponte Golden Gate.
  3. Cheever, David. Daytrips San Francisco & Northern California. [S.l.]: Hastingshouse / Daytrips Publ., 1999. 352 pp. ISBN 0-8038-9441-4.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ponte Golden Gate
Ícone de esboço Este artigo sobre uma ponte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.