Ponte em arco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ponte em arco é um tipo de ponte de aço ou concreto em forma de arco ou sustentada por muitos pilares consecutivos também em arcos. Os viadutos podem ser feitos a partir da estrutura de uma ponte em arco.

História[editar | editar código-fonte]

Antiguidade[editar | editar código-fonte]

Provavelmente, a mais antiga ponte em arco é a Ponte de Arcádico, na Grécia, que remonta ao período micênico. Embora a construção de arcos já fosse conhecida pelos gregos e etruscos, os romanos foram os primeiros a utilizá-los na construção de pontes. Os romanos construíram mais de 330 pontes em arco e 54 aquedutos.

As pontes romanas eram, em geral, simicirculares o que permitiu o amplo abastecimento de água nas grandes cidades e evitou que os aquedutos fossem destruídos durante as fortes inundações.[1]

Os romanos desenvolveram vários tipos de pontes em arcos desde as mais tradicionais, com pilares somente nas extremidades até as mais complexas com inúmeros arcos como, por exemplo, a Ponte do Gard na França.

Era Medieval[editar | editar código-fonte]

Na Europa medieval as pontes romanas foram aprimoradas utilizando estruturas com menos pilares. Os arcos góticos também foram acrescentados reduzindo o uso de arcos e pilares sob as estruturas.

No século XIV as pontes em arco alcançaram novos padrões de engenharia com vãos livres de 40 metros(um recorde para a época) e se popularizaram por toda a Europa, principalmente na Itália.

Hoje[editar | editar código-fonte]

Recentemente, pedra e tijolos continuaram a ser usados na construção de pontes em arco junto com materiais mais modernos como ferro fundido, aço e betão.

Referências

  1. Temple, Robert. The Genius of China: 3,00 Years of Science, Discovery, and Invention. New York: Touchstone, 1986.