Ponte móvel de Leça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Ponte móvel de Leça situa-se no porto de Leixões, e tem como objectivo ligar duas margens do porto, mais concretamente Matosinhos a Leça da Palmeira, dando acesso à doca nº 4,

mas também levantar para os navios poderem navegar através dela. É um importante meio de ligação, pois se tal não existisse não seria possível a travessia do porto com tanta facilidade.

Inaugurada a 30 de julho de 2007 esta foi projectada pelo Arquitecto João Motta Guedes e teve a participação também dos Engenheiros das empresas Proman e JNA.

Um trabalho em conjunto que possibilitou que esta vencesse vários prémios nacionais e internacionais.


A nova ponte tem como principais objectivos:

• Uma melhor circulação rodoviária e pedonal;

• Acesso de navios de maior porte no Porto de Leixões, como o de classe "Panamax";

• Aumento da competitividade do Porto;

• Maior velocidade de abertura e fecho das duas partes do vão;

• Minimizar constrangimento na transposição da ponte;

• Melhoria dos acessos em ambas margens;

• Reduzir número de vezes do levantamento da ponte;

• Substituir mecanismos da antiga ponte com 50 anos;

• Aumentar acesso da frota mundial para 75%;


Novas caracteristicas Estruturais:

• Alargamento do vão para 92 metros;

• Cobertura na faixa pedonal;

• Dois elevadores para os peões;

• Moderno sistema hidráulico de abertura e fecho;

• Alargamento do canal navegável de 59 metros para 77,5 metros;

• Estrutura mais ligeira;

• Peso total: 1300 t;

• Peso de cada vão: 290 t;

• Dois grande suportes estruturais, pintados de azul, em forma de H, que suportam as forças exercidas pela ponte;

• Altura total da ponte: 42 metros;

• Altura do vão passa de 9,4 metros para 10,7 metros.


Uma das principais vantagens desta nova ponte é o tempo ganho na passagem dos barcos. Por um lado, o aumento de altura do vão já não é preciso fazer subir tantas vezes a ponte, beneficiando a circulação rodoviária pois não tem que ser interrompida. Por outro lado, o facto de ter um novo equipamento elétrico e hidráulico permite uma maior eficiência na abertura e no fecho da ponto, reduzido cerca de 6 minutos o tempo em ralação à antiga ponte. Este projecto foi concretizado pela empresa Mota Engil - Engenharia de Construção, SA, comparticipado pela POAT – Programa Operacional de Acessibilidades e Transporte e CPTP - Companhia Portuguesa de Trabalhos Portuários e Construções, SA e financiado em 50% pela União Europeia. É a 4ª maior ponte Móvel do mundo, ficando atrás da ponte móvel de Barcelona, Valência e Miami. O custo total da obra foi cerca de 14 milhões de euros.

Poderá, através deste link do Google maps, fazer uma visita Virtual pela ponte: http://www.streetviewandmaps.com/pt/map/pt/930674-Ponte-m%C3%B3vel-de-Le%C3%A7a/

Aqui ficam algumas informações gerais da ponte:

Localização Porto de Leixões
Tipo de ponte Basculante
Inauguração 30 de Julho de 2007
Cliente APDL - Administraçãõ dos Portos do Douro e Leixões S.A.
Arquitecto João Motta Guedes
Engenheiros responsáveis Correia de Araújo e Campos e Matos (ante-projecto);

PROMAN - Centro de Estudos e Projectos, SA; JNA - Nunes de Almeida Engenharia e Projectos, Unipessoal, Lda. (projecto)

Prémios European Steel Design Awards 2007;

ECCS - European Convention for Construction Steelwork

Largura do tabuleiro 10,7 m (mais 1,3 m que a anterior)
Peso de cada tabuleiro 290 toneladas
Vão livre 77,5 m (mais 19 que a anterior)
Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.

Bibliografia:

https://www.apdl.pt/fotos/gca/1199462966titan36.pdf

http://joseantoniomodesto.blogspot.pt/2010/02/leca-da-palmeira-12.html

http://www.steelconstruct.com/references/fiches/portugal/

http://www.proman.pt/actividades/projecto.html

http://www.martifer.pt/en/portfolio/detalhes.php?sec=3&tipo=2&id=33