Ponteiro inteligente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em ciência da computação, um ponteiro inteligente (também conhecido pelo termo em língua inglesa smart pointer) é um tipo de dado abstrato que simula um ponteiro. Ele fornece mais funcionalidades que ponteiros, como coletor de lixo ou verificação de limites do tipo de dado, para adicionar segurança e reduzir erros de programação, ainda que maximizando a eficiência. Implementações de ponteiros inteligentes geralmente possuem referência aos objetos que apontam por questões de gerenciamento de memória. Do ponto de vista de padrões de projeto de software, um ponteiro inteligente é um proxy para uma interface de ponteiro.

Contagem de referências[editar | editar código-fonte]

O uso de ponteiros pode ser fonte de erros de programação, como o vazamento de memória. Ponteiros inteligentes podem ser usados para prevenir esse problema ao tornar a desalocação do recurso um procedimento automático. Quando o ponteiro de um objeto é destruído, ou ainda o último ponteiro de uma série apontando para o mesmo objeto, o objeto apontado é também destruído. Seu funcionamento interno pode variar, com técnicas que variam desde contagem de referências ao objeto ou a atribuição da propriedade de um objeto a um único ponteiro.

Uso prático[editar | editar código-fonte]

Em C++, um ponteiro inteligente pode ser implementado como uma classe que simula o comportamento de ponteiros tradicionais, através do uso de sobrecarga de operadores, mas cujo funcionamento interno (encapsulado) é mais sofisticado. A biblioteca padrão da linguagem também é baseada no conceito de iteratores, usados para associar containers e algoritmos. Iteradores são nada mais que ponteiros inteligentes para um determinado tipo de dado, que encapsulam o ponteiro para definir como deve-se interagir com o container (como navegar, onde está o começo dos dados, onde está o fim dos dados). A própria biblioteca padrão declara no cabeçalho <memory> a classe std::auto_ptr, um ponteiro inteligente de contagem de referência.

Exemplo[editar | editar código-fonte]

Em C++, seja SmartPointer<X> uma classe de ponteiro inteligente especializada para a classe X:

void teste_de_ponteiro_inteligente() 
{
   // Cria-se dois objetos e mantém-se ponteiros tradicionais para referenciá-los
   Object* obj_1 = new Object();		
   Object* obj_2 = new Object();	
 
   // Declara-se dois ponteiros inteligentes e associa-se aos objetos alocados anteriormente
   // A contagem interna de referências para obj_1 e obj_2 será 1
   SmartPointer<Object> p = obj_1;			
   SmartPointer<Object> q = obj_2;
 
   // Atribui-se p a q, o que torna a contagem interna de referência a obj_1 igual a 2
   // obj_2 será destruído já que a contagem de referências chega a 0
   q = p;
 
   // Atribui-se nulo a q. A contagem de obj_1 retorna a 1
   q = NULL;
 
   // Cria-se novo objeto e atribui-se diretamente a p
   // obj_1 é destruído
   p = new Object();
 
   // Cria-se outro objeto e atribui-se a um ponteiro tradicional
   // Na perda de escopo do ponteiro, obj_3 será perdido e haverá vazamento de memória
   Object* obj_3 = new Object();		
}

Ver também[editar | editar código-fonte]