Pontifícia Academia das Ciências

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dicastério da Igreja Católica
Coat of arms Holy See.svg
Pontifícia Academia de Ciências
 
Pontificia Academia Scientiarum
Imagem de Pontifícia Academia de Ciências
Fachada do prédio da Pontifícia Academia das Ciências
Ereção Canônica: 1603
Chanceller: Dom Marcelo Sánchez Sorondo



Santa Sé · Igreja Católica
Projeto Catolicismo · uso desta caixa

A Pontifícia Academia de Ciências foi fundada em Roma, em 1603, com o nome de Academia dos Linces por Frederico Cesi e foi a primeira academia científica do mundo. Galileu Galilei foi um de seus membros. Hoje, conta cerca de 80 "acadêmicos pontifícios", nomeados pelo papa, sob indicação do corpo acadêmico, sem nenhum tipo de discriminação. Muitos dos cientistas-membros, provenientes de todo o mundo, não são católicos. Promover a pesquisa e examinar questões científicas de interesse da Igreja são objetivos da Academia.

Courtyard of the Casina Pio IV.jpg

Desde 1936 a Academia tem adquirido cada vez mais caráter internacional. Sempre mantendo seu interesse pelos diferentes ramos da ciência, ela sublinha a importância da cooperação interdisciplinar. No mundo é a única academia de ciências a ter uma única categoria e um caráter supranacional. Atualmente a Academia, além de se interessar pela pesquisa científica preocupa-se com os problemas notadamente ligados à ética da responsabilidade ambiental da comunidade científica.

A Academia concede a cada dois anos a Medalha Pio XI a um jovem cientista de reputação internacional. Possui ainda a reputação de ser a assembleia que conta com o maior número de membros laureados com prêmio Nobel, sendo que foram majoritariamente escolhidos como membros da Academia bem antes de serem premiados.

A sua sede é a "Casina", um tesouro da arquitetura do século XVI, construído em 1561 para servir de residência de verão do Papa Pio V.

A Academia conta com 80 membros, homens e mulheres, de diferentes países que têm prestado uma contribuição marcante nos seus domínios de atividade científica. São nomeados pelo Papa após terem sido eleitos pelos outros acadêmicos.

Membros da Academia[editar | editar código-fonte]

Membros honorários[editar | editar código-fonte]

Membros perdurante munere[editar | editar código-fonte]

Membros prêmio Nobel[editar | editar código-fonte]

Por muitas décadas de atividade a Academia tem tido vencedores do Prêmio Nobel entre os seus membros, vários deles foram indicados membros acadêmicos antes de receberem este prêmio de prestígio internacional. Dentre estes se incluem:

Outros eminentes acadêmicos incluem o Padre Agostino Gemelli (1878-1959), fundador da Universidade Católica do Sagrado Coração e presidente da Academia depois da sua re-fundação até 1959, e Mons. Georges Lemaitre (1894-1966), um dos pais da cosmologia contemporânea que exerceu o cargo de presidente de 1960 a 1966 e o brasileiro neurocientista Carlos Chagas Filho.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Vaticano é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.