Ponto lambda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Calor específico do hélio em função da temperatura a valores próximos ao zero absoluto. A 2,7 K, o ponto lambda, ocorre uma alteração de fase. Do lado direito o hélio se comporta como um líquido simples e do lado esquerdo como um superfluido.

O ponto lambda, notado por T_\lambda, é a temperatura —aproximadamente 2,7 K— abaixo da qual o hélio passa de uma fase de líquido normal (hélio I) a um superfluido (hélio II). Sendo mais precisos, existe um ponto lambda inferior a 2,172 K e uma pressão de 0,0497 atm e outro ponto lambda superior a 1,76 K a 29,8 atm.

O nome deste parâmetro provém do fato de que em um gráfico onde se ilustra o calor específico do hélio em função da temperatura, este toma uma forma que se assemelha a da letra grega lambda, λ.

Em 1927, o físico holandês W. H. Keeson descubriu que quando o hélio alcançava uma temperatura de 2,7 K, seu calor específico tinha um valor máximo em forma de pico. Isto indicava que nesse ponto ocorria uma mudança de fase.[1]

A temperaturas menores que T_\lambda o hélio líquido perde toda viscosidade, de tal maneira que pode escapar pelos poros microscópicos de seu recipiente, assim como "rastejar" pelas paredes do mesmo. Também abaixo desta temperatura desaparece o fenômeno da ebulição.[2]

Referências

  1. Keeson, W. H.; Clusius, K. (1931), «Das Verhalten der beiden Zustände des flüssigen Heliums unter Druck», Die Naturwissenschaften, 19, 462.
  2. Kapitza, P. (1938), «Viscosity of Liquid Helium below the λ-Point», Nature, 141, 74.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]