Ponto pedal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na música tonal, um ponto pedal ou nota pedal (português de Portugal)(também chamado tom pedal, ponto de órgão ou simplesmente pedal) é um tom ou nota (português de Portugal) sustentado, tipicamente no baixo, durante o qual pelo menos uma harmonia dissonante é soada em outras vozes. Normalmente os pontos pedal encontram-se no final das fugas e outras composições polifônicas. Os pontos pedal normalmente estão nas tonalidades tônica ou dominante. O tom pedal é considerado uma acorde harmônico, na harmonia original, um acorde não harmônico, durante a intervenção das harmonias dissonantes e, novamente, um acorde harmônico, quando a harmonia se resolve. Um ponto pedal dissonante pode contrariar todas as armonias presentes durante a sua duração, sendo quase como uma tríade do que um acorde não harmônico ou os pontos pedal podem servir como uma nota central, atonal.

O termo se origina do órgão devido à sua habilidade de sustentar indefinidamente uma nota e a tendência dessas nortas sustentadas serem executads na parte do instrumento com pedal.

Um pedal duplo são dois tons pedal executados simultaneamente.

Um pedal invertido' é um pedal que não está no baixo (e com freqüência está na parte mais alta). Mozart incluiu diversos pedais invertidos em suas obras, particularmente nas partes de solo dos seus concertos

Um pedal interno é semelhante a um pedal invertido, só que se encontra no registro intermediário entre as vozes do baixo e superiores.

Os pontos pedal são algo problemático para o cravo e o piano que possuem capacidade de sustentação limitada. Frequentemente a nota pedal é simplesmente repetida e a intervalos determinados. Um tom pedal também pode ser executado com um trinado. Tal recurso é particularmente comum com pedais invertidos.

Um bordão é um ponto pedal mais longo, difere do ponto pedal em grau e qualidade. Diferente de um bordão, um ponto pedal pode ser um acorde não harmônico e, portanto, necessitando ser resolvido ou um ponto pedal podeser um bordão mais curto

Exemplos de melodias de Jazz que possuem o ponto pedal são:

Canções pop que usam ponto pedal incluem:

  • "Fly like an Eagle", Steve Miller Band;
  • "Superstition", de Stevie Wonder; e
  • "Crazy", de Seal

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  • Rawlins, Robert (2005). Jazzology: The Encyclopedia of Jazz Theory for All Musicians. ISBN 0-634-08678-2.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Verbetes da Wikipédia em outros idiomas com mais esclarecimentos sobre os termos utilizados nesta tradução.