Porfírio (mitologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Porfírion (em grego antigo: Πορφυρίων), na mitologia grega, é um gigante filho de Gaia e o Tartaro.[1] Porfírion raptou Hera,e isso foi o estopim para a batalha contra os deuses chamada gigantomaquia. Na batalha, Zeus fê-lo desejar Hera, e ele arrancou as roupas de Hera mas, ao tentar estuprar Hera, foi morto após ser derrubado por um raio de Zeus e atingido por uma flecha de Héracles.[2] Ele e Alcioneu eram os dois gigantes mais poderosos gerados por Gaia, quando esta, irritada pelo destino dos titãs, resolveu destronar Zeus.[1]

A Gigantomaquia de Claudiano, um poema incompleto, termina abruptamente quando Porfírio, levado por suas serpentes para o meio do mar, tenta arrancar Delos para jogar a ilha contra o céu, levando terror a Tétis e demais deuses marinhos; Delos pede ajuda de Febo, hábil arqueiro.[3]

No século II d.C., um grupo de atenienses, os athmoneis, diziam que Porfírio havia reinado na Ática antes de Acteu.[4]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.