Porfiria cutânea tarda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde abril de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Porfiria cutânea tarda
Classificação e recursos externos
CID-10 E80.1
CID-9 277.1
Star of life caution.svg Aviso médico

Porfiria cutânea tarda é o subtipo mais comum de porfiria. Este distúrbio resulta dos baixos níveis da enzima responsável pelo quinto passo na produção de heme. Heme é uma molécula vital para todos os órgãos do corpo humano. Ela é um componente da hemoglobina, a molécula que carrega oxigênio no sangue.

Quando os sinais e sintomas ocorrem, eles usualmente iniciam na vida adulta e resultam da pele se tornando mais sensível à luz solar. As áreas da pele expostas ao sol desenvolvem bolhas, cicatrizes, mudanças na pigmentação e hipertricose (aumento da quantidade de pêlos). A pele exposta se torna frágil e facilmente é lesada. As pessoas com porfiria cutânea tarda também possuem níveis aumentados de ferro no fígado. Elas possuem riscos aumentados de desenvolver funções anormais do fígado e câncer hepático. Os sinais e sintomas deste distúrbio podem ser desencadeados por fatores não-genéticos como o abuso de álcool, excesso de ferro, alguns hormônios e infecções virais.

Epidemiologia[editar | editar código-fonte]

Este tipo de porfiria ocorre numa taxa estimada de 1 em cada 25.000 pessoas, incluindo os casos herdados e esporádicos (não-herdados). Estima-se que 80% dos casos de porfiria cutânea tarda são esporádicos. Não se sabe com exatidão esta freqüência pois muitas pessoas com este distúrbio nunca apresentam sintomas.

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.