Pororoca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Surfistas acompanham o macaréu no Rio Severn, na Inglaterra.

Pororoca, macaréu ou mupororoca é a forma como são denominados os macaréus que ocorrem na Amazônia. Trata-se de um fenômeno natural produzido pelo encontro das correntes fluviais com as águas oceânicas.

Pororoca origina-se do tupi poro'roka, que é o gerúndio do verbo poro'rog, «estrondar».[1] [2]

Descrição[editar | editar código-fonte]

O fenômeno manifesta-se, no Brasil, na foz do Rio Amazonas e afluentes do litoral paraense e amapaense (rio Araguari, Rio Maiacaré, Rio Guamá, Rio Capim, Rio Moju) e na foz do Rio Mearim, no Maranhão. Esse choque das águas derruba árvores de grande porte e modifica o leito dos rios.

Recentemente, o fenômeno tem atraído praticantes de surfe, transformando-se numa atração turística regional amazônica.

Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 368
  2. Sérgio Nogueira (13 de maio de 2014). Palavras que vêm das línguas indígenas Dicas de Português, G1. Visitado em 17 de maio de 2014.