Portão (Curitiba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Portão
Subprefeitura Fazendinha-Portão
Área 5,70 km²
População 40.735 hab.
Densidade 71,53 hab/km²
Bairros Limítrofes Água Verde, Fazendinha, Guaíra, Novo Mundo, Santa Quitéria e Vila Izabel.
Principais Vias Avenida República Argentina
Avenida Presidente Arthur da Silva Bernardes
Avenida Presidente Kennedy
Avenida Presidente Wenceslau Braz
Rua Itatiaia
Rua João Bettega
Rua Tabajaras
Rua Eduardo Carlos Pereira
Rua Vital Brasil
Rua Caetano Marchesini
Rua Itacolomi
Rua Coronel Airton Plaisant
Rua Morretes
Rua Dr. João Tobias Pinto Rebelo
Pontos de referência Shopping Total
Igreja do Portão
Terminal Portão
Colégio Bagozzi
Museu Metropolitano de Arte de Curitiba

Portão é um bairro da cidade brasileira de Curitiba, capital do estado do Paraná.

Histórico do bairro[editar | editar código-fonte]

Os conflitos entre lavradores e tropeiros pelos campos de criação de gado acabaram determinando caminhos e o surgimento de cercas e portões. A passagem e o comércio de animais procedentes de Curitiba e dos Campos Gerais levou à instalação de um posto de fiscalização na região, que deu origem ao nome do bairro: Portão. O grande marco da evolução do bairro situa-se no fim do século XIX, em torno do transporte de madeira e erva-mate. Com efeito, em 1893, a estrada de ferro que ligava Curitiba a Paranaguá foi prolongada pelo interior até Ponta Grossa, passando pela região onde hoje é o bairro do Portão, dando origem à cancela ferroviária.

Características[editar | editar código-fonte]

Abriga um enorme centro comercial nas proximidades da igreja do Portão, onde localiza-se colégio Padre João Bagozzi e o Clube Literário. Alguns pontos de referência no bairro são a Igreja do Portão, o Museu de Artes, o colégio Bagozzi, o terminal de ônibus do Portão, além da primeira escola pública do município de Curitiba: Escola Municipal Papa João XXIII[1] .

A Igreja Católica Romana do Portão foi Construída entre 1916 e 1928 para substituir a antiga capela em tijolos de barro que, por sua vez, tomou lugar da capelinha existente no inicio do século XX, dedicada ao Senhor Bom Jesus. A pintura é de 1949 e a administração está a cargo dos padres de São José. Esta igreja foi dedicada a Colônia Dantas.

Também no bairro do Portão está um dos maiores templos do Brasil da igreja Congregação Cristã no Brasil, que é a central de Curitiba.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Escola Municipal Papa João XXIII Site da Prefeitura de Curitiba
Ícone de esboço Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.