Portal:Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo · Temas gerais · Resumo do conhecimento · Portais · Categorias · Anexos por tema · Glossários · Índice A-Z

Bem-vindo ao Brasão de armas Portal de Portugal
Portugal (oficialmente República Portuguesa) é um Estado europeu e membro da União Europeia.
Caminhando sobre um passado rico e glorioso, Portugal é hoje um país moderno que aposta no futuro.

Portal sobre Portugal


Este Portal pretende concentrar todos os tópicos acerca de Portugal.

Categoria | Media


Estado-membro da União Europeia
Estado-membro da Zona Euro
Estado-membro da EFTA
Estado-membro da NATO
Estado-membro das Nações Unidas
Estado-membro da OCDE
G20 (países industriais)
Estado-membro da CPLP
Estado-membro da União Latina

Sabia que...[editar | editar código-fonte]

Portugal
Distritos e concelhos de Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país situado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. Possui uma área total de 92.391 km², e é a nação mais ocidental do continente europeu. O território português é delimitado a Norte e a Leste por Espanha e a Sul e Oeste pelo Oceano Atlântico, e compreende a parte continental e as regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Tem cerca de 10,561 milhões de habitantes e a sua capital é Lisboa.

Nascendo desde um pequeno condado do Reino de Leão, o Condado Portucalense, tornou-se independente em 1143 com D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, que com a sua valentia fez nascer uma nova nação e a alargou conquistando território aos Mouros. Após a Reconquista, Portugal iniciou a sua empresa nos Descobrimentos, dando novos mundos ao Mundo. Durante os séculos XV e XVI, Portugal foi uma potência mundial económica, social e cultural, constituindo-se o primeiro e o mais duradouro império colonial de amplitude global. O ouro e diamante que vinha do vasto Império permitiu a construção de magníficos monumentos que ainda hoje se podem admirar. Devido a crises de sucessão, Portugal incorporou em Espanha, outro vastíssimo Reino e Império. Reconquistando a sua independência após 60 anos de poderio espanhol, Portugal enfrentou muitas "tribulações". Destaca-se o Terramoto de 1755 que vitimou milhares de pessoas e destruiu Lisboa por completo. O Marquês de Pombal encetou um plano de reconstrução que está ainda patente na Baixa da cidade. Crises políticas e económicas levaram à queda da Monarquia Constitucional, após o golpe de estado de 5 de outubro de 1910, já preludiado pelo regicídio de 1908. Instaurada a I República, Portugal procurou resolver os seus problemas sociais e económicos e garantir uma maior estabilidade política. Mas as dificuldades na resolução desses problemas, agravados com uma extrema instabilidade política, levaram a que a I República caísse após 16 anos de vigoridade, com o golpe de Estado de 28 de maio de 1926. Deste modo, o país entrou num regime ditatorial, a II República, inicialmente de cariz militar, e depois, com a chegada de Oliveira Salazar ao poder, constitucionalizado. Salazar instaurou um regime de partido único, autoritário, corparativista e com pendor confessional. Após a saída de Salazar do poder, em 1968, Marcelo Caetano tornou-se primeiro-ministro. A lentidão na aplicação de reformas com o objetivo de liberalizar o regime, culminaram no golpe militar de 25 de abril de 1974, conhecido como a Revolução dos Cravos. Após um período de enorme instabilidade política e social, conhecido por "Verão Quente", que quase levou à instauração de uma nova ditadura em Portugal (desta vez de cariz comunista), conseguiu-se consolidar um regime parlamentar e democrático, a III República.

Portugal é hoje um país relativamente desenvolvido, social e politicamente estável e com um Índice de Desenvolvimento Humano muito elevado. Possui 18 distritos e 2 regiões autónomas, já referidas. O seu sistema político é uma República parlamentar, sendo o seu Presidente Aníbal Cavaco Silva e o seu primeiro-ministro Pedro Passos Coelho. A sua língua oficial é o português e a sua moeda o Euro. A bandeira nacional e o seu hino nacional A Portuguesa são os símbolos nacionais de Portugal.

É membro das Nações Unidas, da NATO-OTAN, da OCDE, da CPLP e da União Europeia, e um dos países fundadores da Zona Euro e EFTA. Participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.


Subtemas
Biografias
Desporto
Literatura
Artes
Religião


Descobrir Portugal
Praça do General Humberto Delgado e Avenida dos Aliados.

O Porto é um município português de 41,66 km² de área onde residem 233.465 habitantes (censo de 2001). É o centro de uma grande área metropolitana com 1,4 milhões de habitantes, contando com os municípios adjacentes que formam entre si um único aglomerado urbano contínuo. É o centro de um grande aglomerado populacional que se estende do distrito de Braga, ao de Aveiro, passando por todo o distrito do Porto. Este aglomerado (ou área urbana alargada) representa 2,7 milhões de habitantes com uma densidade acima dos 750hab/km2, sendo portanto o segundo maior aglomerado populacional Português (só superado por Lisboa), quarto Ibérico, e décimo maior da União Europeia. Representa também um terço da economia de Portugal e a segunda região mais rica, e é por isso um motor essencial ao desenvolvimento económico e social do País... (Continuar a ler...)


Pedro Álvares Cabral

Pedro Álvares Cabral (Belmonte, 1467 ou 1468Santarém, 1520 ou 1526) foi um fidalgo e navegador português, comandante da segunda viagem marítima da Europa à Índia, viagem em que se descobriu o Brasil, a 22 de Abril de 1500.

Acredita-se que nasceu na Beira Baixa (Portugal), em 1467 ou 1468. Foi o terceiro filho de Fernão Cabral, governador da Beira e alcaide-mor de Belmonte, e de Isabel de Gouveia de Queirós. O seu nome original seria Pedro Álvares Gouveia, pois geralmente apenas o primogênito herdava o sobrenome paterno. Posteriormente, com a morte do irmão mais velho, teria passado a usar o nome Pedro Álvares Cabral, uma vez que, a 15 de fevereiro de 1500 - quando recebeu de D. Manuel I (1495-1521) a carta de nomeação para capitão-mor da armada que partiria para a Índia -, já usava o sobrenome paterno... (Continuar a ler...)

Bandeira de Portugal

A bandeira de Portugal é um rectângulo com proporções 2:3, dividido verticalmente em verde (a 2/5 do comprimento) e vermelho (3/5). Quando desfraldada, a parte verde fica do lado da tralha, ou do lado esquerdo quando representada graficamente. Centrado na linha de separação entre o verde e o vermelho está o brasão de armas de Portugal, consistindo numa esfera armilar sobreposta pelo escudo português, que é de prata, com cinco escudetes de azul carregados de cinco besantes de prata e bordadura de vermelho, com sete castelos de ouro. A bandeira foi oficialmente adoptada a 30 de Junho de 1911, mas era já usada desde a Proclamação da República Portuguesa, a 5 de Outubro de 1910... (Continuar a ler...)

Onde posso ajudar

Com problemas[editar | editar código-fonte]

Portais de Países e Regiões de Língua Oficial Portuguesa

Flag of Angola.svg
Flag of Brazil.svg
Flag of Cape Verde.svg
Flag of Guinea-Bissau.svg
Flag of Macau.svg
Flag of Mozambique.svg
Flag of Portugal.svg
Flag of Sao Tome and Principe.svg
Flag of East Timor.svg
Angola Brasil Cabo Verde Guiné-
-Bissau
Macau Moçambique Portugal São Tomé
e Príncipe
Timor-
-Leste


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Portugal