Porto Editora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Porto Editora
Uma das livrarias da Porto Editora, no Porto.
Tipo Privada
Fundação 1944
Fundador(es) Vasco Teixeira
Sede Porto, Portugal
Produtos livros, dicionários, etc
Página oficial Portoeditora.pt/

A Porto Editora é uma das maiores editoras portuguesas.

A empresa foi fundada no Porto em 1944 por Vasco Teixeira, notável pedagogo e professor universitário, com o intuito de se tornar uma editora de livros escolares e de dicionários de grande qualidade.

Para além de dicionários e manuais escolares, a Porto Editora tem actualmente um vasto leque de outros produtos, entre os quais se podem encontrar os jogos, os produtos multimédia, onde se destaca a Diciopédia, e diversos projectos Internet ligados à educação e ao ensinoEscola Virtual, Infopédia, Educare, Sítio dos Miúdos, Edusurfa, Netprof – e a livraria on-line Wook.pt.

Em 2002, adquiriu a Areal Editores e a Lisboa Editora, duas das suas principais concorrentes [1] . Até à altura, não houve fusão entre as três empresas, sendo que ainda se editam livros com as marcas Lisboa Editora e Areal Editores. Mais recentemente, a Porto Editora estendeu o seu catálogo à área da Literatura. Para o efeito, constituiu uma divisão editorial literária no Porto e outra em Lisboa, sendo ambas responsáveis pela edição sob as chancelas Ideias de Ler e Albatroz. No início de 2010 adquiriu a Sextante Editora para ajudar a expansão da área literária.

Em 2010, adquiriu o grupo Bertrand, não só para novamente aumentar o leque de obras e a quota no mercado literário, mas também para rapidamente expandir a sua diminuta rede de lojas e, juntamente com a Wook, controlar a grande maioria das vendas online de livros em Portugal. Este grupo engloba as edições Bertrand, Quetzal, Pergaminho, Temas e Debates, Arte Plural, Contraponto, GestãoPlus e 11/17. Fazem também parte a Círculo de Leitores e as redes distribuição e de livrarias do mesmo grupo.[2]

Também investe em Angola e em Moçambique, tendo para isso criado a Plural Editores Angola e a Plural Editores Moçambique. Existem ainda tímidas incursões no ainda pequeno mercado de Timor-Leste.

Todo o controlo do grupo reside, directa ou indirectamente, sobre a família Teixeira, não sendo por isso cotada em bolsa.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Artigo da Edição Impressa do Público de 8 de Abril de 2007
  2. Post da Ler sobre a aquisição e lista de empresas do Grupo Bertrand

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre empresas, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.