Porto Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Porto Ferreira
"Capital da Decoração e das Artes Cerâmicas[1] "
Bandeira de Porto Ferreira
Brasão de Porto Ferreira
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 29 de julho
Fundação 1896 (117–118 anos)
Gentílico ferreirense
Lema Nomen prodit virtutem gentis
"O nome ostenta a virtude de sua gente"
Prefeito(a) {{{prefeito}}} (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Porto Ferreira
Localização de Porto Ferreira em São Paulo
Porto Ferreira está localizado em: Brasil
Porto Ferreira
Localização de Porto Ferreira no Brasil
21° 51' 14" S 47° 28' 44" O21° 51' 14" S 47° 28' 44" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Campinas IBGE/2008 [2]
Microrregião Pirassununga IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Santa Rita do Passa Quatro, Pirassununga, Santa Cruz das Palmeiras e Descalvado
Distância até a capital 227 km
Características geográficas
Área 243,906 km² [3]
População 54 056 hab. Estimativa Populacional IBGE/2013[4]
Densidade 221,63 hab./km²
Altitude 549 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,802 muito alto PNUD/2000 [5]
PIB R$ 805 566,322 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 15 860,41 IBGE/2008[6]
Página oficial

Porto Ferreira é um município brasileiro do estado de São Paulo localizado na microrregião de Pirassununga a uma latitude 21º51'14" sul e a uma longitude 47º28'45" oeste, à margem do rio Moji-Guaçu, estando a uma altitude de 549 metros. Sua população estimada em 2006 era de 54.048 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A origem de Porto Ferreira aponta para o idos anos de 1860. Nas margens do rio Moji-Guaçu, inicialmente pelas proximidades do Ribeirão dos Patos e, em seguida, transferida para próximo da foz do Rio Corrente, exerceu atividade, a Balsa que efetuava a travessia de passageiros e mercadorias. O responsável por este porto fluvial, foi o Balseiro João Inácio Ferreira, o qual, emprestou seu nome à cidade que futuramente se formou Porto Ferreira.

No dia 6 de julho de 1877, faleceu, aos 62 anos de idade, o Balseiro João Inácio Ferreira. Todo o Vale do Mogi foi habitado pelos índios "Painguás" ou "Paiaguás", da grande família Tupi-Guarani, que tinham algumas aldeias em terras onde veio a se constituir o município de Porto Ferreira. Em 1870, o mineiro Vicente José de Araújo, acompanhado da família, comprou terras nas margens do córrego do Amaros, instalando uma serraria movida pela força daquelas águas, razão pela qual, o córrego, mais tarde, passou a ser denominado Serra D'Àgua. A origem de Porto Ferreira, encontra assim, duas teorias básicas divididas entre seus historiadores: a que aponta um nascimento espontâneo pela ação de fatores que acabaram gerando a necessidade de criar um lugarejo neste local, dentre os quais, a atividade do próprio Balseiro João Ferreira; e a outra corrente, que outorga a Vicente José de Araújo, o mérito pelo surgimento do município.

Em qualquer uma delas, é certo que a Balsa foi a semente de Porto Ferreira, cidade que germinou, no entanto, com a chegada da estrada de ferro, oficialmente inaugurada em 15 de Janeiro de 1880, pela Companhia Paulista de Vias Férreas e Fluviais, com o firme propósito de atravessar o Mogi Guaçu e atingir a rica e florescente região de Ribeirão Preto, onde abocanharia rendoso frete pelo transporte de sua produção cafeeira. Este propósito, no entanto, por força de circunstâncias da época, a Companhia Paulista resolveu atingir através da atividade da navegação fluvial no Mogi Guaçu, até sua confluência com o Rio Pardo, o que fez de Porto Ferreira, um importante entreposto hidro-ferroviário, grande responsável pelo povoamento e consequente florescimento do município.

Criada pela Lei Provincial nº 3, de 9 de fevereiro de 1888, subordinada a Descalvado. Com a denominação genérica de Distrito de Paz, Porto Ferreira foi desanexado de Descalvado e passou a pertencer ao município de Pirassununga, pela Lei Estadual nº 110, de 1 de outubro de 1892. As primeiras divisas de Porto Ferreira foram estabelecidas pelo Decreto n.º 183, de 29 de maio de 1891. Porto Ferreira conseguiu sua emancipação político-administrativa pela Lei Estadual n.º 424, de 29 de julho de 1896, sendo o novo município, solenemente instalado no dia 25 de dezembro do mesmo ano. Criada pela Lei n.º 5285, de 29 de dezembro de 1958, foi instalada a Comarca no dia 19 de outubro de 1963.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Porto Ferreira, estado de São Paulo, Brasil, possui área de 244 km², e está situado em posição noroeste em relação a capital do Estado, na zona fisiográfica de Piracicaba.

Altitude[editar | editar código-fonte]

Ponto mais alto do município é o Morro Alto, com 798 metros. O ponto mais baixo é a Ilha dos Patos, com 545 metros. Na Estação Rodoviária a altitude é de 559.7 metros acima do nível do mar.

Clima[editar | editar código-fonte]

  • Temperatura média anual: 23°C
  • Precipitação total anual: de 1300 a 1500 milímetros
  • Vento Predominante: Sudeste

Topografia[editar | editar código-fonte]

O Município é plano, com pequenas ondulações, ligeiramente inclinado para as bacias do Moji Guaçu e seus afluentes. Ao norte, montanhoso.

Vias de Comunicação[editar | editar código-fonte]

Rodovias
Vias vicinais e municipais
  • Sebastião Virgilho de Carvalho que liga à cidade ao distrito de Santa Cruz da Estrela e Tambaú
  • Via José Francisco de Oliveira (Nego Moço)
  • Via Syrio Ignátios que liga o antigo Aeroporto Municipal ao km 220 da via Anhanguera (estrada do Clube de Campo das Figueiras)
  • Via Marcolino Reducino Leme que liga a cidade à Fazendinha
  • PRF-075 que liga á via Anhanguera à Indústria 51 (Fazenda Lageado)
  • PRF-090 que liga a cidade à fazenda Morro Alto

Solo[editar | editar código-fonte]

São encontrados quatro tipos de solo, assim distribuídos pela área do município: Latossol Vermelho Amarelo (62 km²), Latossol Roxo (74 km²), Hidromórfico (27 km²) e Latossol Vermelho Escuro (77 km²).

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Rio Mojiguaçu
  • Rio Bonito
  • Rio Santa Rosa
  • Córrego Amaros
  • Córrego dos Patos
  • Córrego do Sapé
  • Rio Corrente

Limites territoriais[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População total: 58.797

  • População Urbana: 56.901
  • Rural: 1.896
  • Homens: 29.247
  • Mulheres: 29.550
  • Eleitores: 42.119

Outros Dados - 2012

  • Veículos: 34.545
  • Bairros: 69
  • Ruas e Avenidas: 453

Densidade demográfica (hab./km²): 264,25

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 14,76

Expectativa de vida (anos): 81,82

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,95

Taxa de alfabetização: 92,34%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,892

  • IDH-M Renda: 0,845
  • IDH-M Longevidade: 0,880
  • IDH-M Educação: 0,880

(Fonte: IPEADATA)

Censos Populacionais

  • 1896 = 4.503 hab. (aprox.)
  • 1910 = 6.190 hab.
  • 1920 = 8.116 hab.
  • 1930 = 10.216 hab.
  • 1940 = 14.330 hab.
  • 1950 = 19.800 hab.
  • 1960 = 27.700 hab.
  • 1970 = 35.523 hab.
  • 1980 = 42.456 hab.
  • 1990 = 48.119 hab.
  • 2000 = 52.419 hab.
  • 2010 = 58.797 hab.

Dados da cidade[editar | editar código-fonte]

PIB R$ 1.311.896.745,00

    • Agropecuaria R$ 116.255.380,00
    • Indústria R$ 417.312.126,00
    • Comercio e Prestação de Serviços R$ 786.056.952,00
  • Renda Per capita: R$1065,56 (estimativa de 2010)
  • Receita 54,9%
  • Despesas 45,1%
  • Taxa de Urbanização: 96,61 %
  • Taxa de Crescimento Anual da População: 1,86 %
  • Quantidade de Leitos Hospital do SUS: 36 (coeficiente por mil habitantes – 0,73)
População que tem acesso a
  • Abastecimento de Água: 97,5%
  • Esgoto: 96,6%
  • Coleta de Lixo: 100%

Eventos do Calendário Oficial do município[editar | editar código-fonte]

  • 20 de janeiro = Dia de São Sebastião (Padroeiro)
  • fevereiro/março = Carnaval
  • março = Semana cultural Orestes Rocha
  • maio = Festival Zé carreiro de musica Sertaneja
  • julho = Cavalaria Jorgiana
  • julho = Festa de São Cristovão
  • 24 à 31 de julho = Semana da Cidade
  • julho = FEIFE (Feira Indústrial Ferreirense)
  • 29 de julho = Aniversário de Porto Ferreira
  • Dezembro = Natal de Luzes

Brasão de Porto Ferreira[editar | editar código-fonte]

Descrição Heráldica[editar | editar código-fonte]

O Brasão

O Brasão de Porto Ferreira, instituído pelo Decreto nº 388, de 22 de julho de 1961, foi criado pelo prof. Antonio Paim Vieira, que assim o descreveu, heraldicamente:
" Escudo português tripartido. Em chefe: em campo de blau, duas flechas de ouro, em aspas, carregadas de um gládio de prata. Uma faixa ondulada, de prata com dois peixes do mesmo metal, de dextra para senestra. Em ponta: em campo de goles, uma âncora de ouro, tendo à dextra um malho do mesmo metal e à senestra uma flor de liz de prata. O paquife é constituído de ramos de café frutado, ramos de algodão, com flores e capulhos e espigas de cereal, tudo de suas cores. Unindo os ramos, uma roda denteada de ouro carregado do listel com a inscrição latina: "Nomen Prodit Virtutem Gentis". Em cima do brasão uma coroa mural de ouro, de quatro torres, com três meias e sua porta cada uma".

Descrição Popular[editar | editar código-fonte]

É do mesmo autor a descrição popular:
"Ao alto, sobre a cor azul, duas flechas de ouro cruzam-se em "X", tendo, sobre o vértice, um gládio de prata. As flechas simbolizam São Sebastião, padroeiro celeste do lugar(daí a cor azul). O gládio de prata exprime a dignidade militar de São Sebastião, e também, lembra o brasão do estado de São Paulo, a que o município pertence. A faixa de prata, com ondulações e dois peixes, é a imagem parlante do rio Moji Guaçu, que banha o município, com sua abundância de pescado. Na base do escudo, sobre fundo vermelho, que simboliza a terra, uma âncora dourada exprime a ideia de "porto". Aos seus lados estão: um malho dourado, que recorda o apelido de "Ferreira", e uma flor de liz de prata, que recorda o apelido "Araújo", homenageando, assim, os dois mais antigos moradores do lugar, pioneiros do seu desenvolvimento. Os lados do brasão são ornamentados com ramos de café frutificados, ramos de algodão com flores e capulhos e espigas de arroz, exprimindo sua produção agrícola. O listel azul passa por sobre uma roda dentada, de ouro, que une os ramos, a qual significa o progresso industrial do lugar. No listel lê-se a inscrição latina: "Nomen prodit virtutem gentis", cuja tradução é: o nome (Ferreira) ostenta a virtude (ou têmpera) de sua gente (filhos). O escudo é encimado pela coroa mural dourada, como é de praxe em todos os brasões das cidades".

Hino a Porto Ferreira[editar | editar código-fonte]

O Hino oficial de Porto Ferreira surgiu da iniciativa do Prefeito Joaquim Coelho Filho, que no dia 25 de fevereiro de 1962, em entrevista ao Jornal "O Ferreirense", manifestou o desejo de promover um concurso, ao qual poderiam concorrer todos os interessados, desde que residentes em Porto Ferreira. Feita a regulamentação, o concurso deu-se no dia 29 de setembro de 1962, na sede da Corporação Musical Santa Cecília. Com a música do maestro professor Rubens Parada e letra do professor José Eugênio Colli, o Hino a Porto Ferreira tornou-se oficial pela lei n° 446, de 28 de novembro de 1962.

Letra do hino[editar | editar código-fonte]

  • Outrora, entre vergéis, quando escondida,
  • a História em teus caminhos perfilou;
  • fôste, por certo, a Bela Adormecida;
  • que, o beijo do Futuro, despertou.
  • Contemplaste o passado e, da saudade,
  • teu povo uma cidade edificou.
    • Salve, Porto Ferreira,
    • doce rincão que, aos filhos, traz orgulho!
    • Bendita seja a data sobranceira,
    • vinte e nove de julho!
  • Hoje a indústria é o teu lema, e por recesso
  • tens, de escolas, o pálio altivo e são.
  • - Chaminés, monumentos do progresso!
  • - Estudantes, bandeiras da instrução!
  • Nos lampejos dos livros e do malho
  • tu fazes, do trabalho, uma canção.
    • Salve, Porto Ferreira,
    • doce rincão que, aos filhos, traz orgulho!
    • Bendita seja a data sobranceira,
    • vinte e nove de julho!
  • Salve ó Porto Ferreira da esperança!
  • Deus conserve bons fados para ti,
  • que hás de ser, hoje e sempre, na pujança,
  • a capital do Vale do Mogi!
  • Se teu povo te eleva na conquista,
  • é que, a seiva paulista, vibra em ti.
    • Salve, Porto Ferreira,
    • doce rincão que, aos filhos, traz orgulho!
    • Bendita seja a data sobranceira,
    • vinte e nove de julho!

FEIFE[editar | editar código-fonte]

Feira Industrial Ferreirense (FEIFE), Cultura, Negocois e Diversão. criada em 1975, na primeira gestão do prefeito Dorival Braga, a FEIFE é sinonimo de Porto Ferreira, é o ponto alto das comemorações do aniversário da cidade. Exposições, Rodeios, Parques de Diversões, Praça de alimentação e Shows diversificados, dentre tantos outros atrativos, elevam o nome de Porto Ferreira que é reconhecida Nacionalmente por seus Produtos e Serviços. a FEIFE já foi considerada a maior Feira Industrial do interior, ficando entre as 3 maiores Feiras do Estado de São Paulo nos anos 80, 90 e inicio dos anos 2000.

Saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade possui
  • 1 Hospital (mantido pela irmandade e misericórdia)
  • 1 Pronto Socorro Municipal
  • 1 Centro de Especialidades Médicas e Imagem
  • 1 UPA (em construção)
  • 10 UBSs
  • 3 PSFs
  • 2 Centros Odontológicos

alem de diversas clinicas de Odontologia, Fisioterapia e Estética.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade possui
  • 12 creches publicas
  • 4 creches particular
  • 11 EMEIs
  • 13 EMEFs
  • 1 EMEFM Mario Borelli Thomas
  • 1 Sesi
  • 1 CAIC
  • 3 Escolas Estaduais
  • 1 Faculdade
  • 1 Escola Técnica (ETEC)
  • 6 escolas particulares

Transporte[editar | editar código-fonte]

A cidade consta hoje com 4 empresas de onibus
  • Viação SC Araras/Rio Claro (Grupo Paraty)
  • Danubio Azul
  • Rápido do Oeste
  • Transporto (empresa responsavel pelo transporte coletivo urbano no município)
  • Viação Cometa (1 onibus diário ás 19:30)
  • Viação rápido Ribeirão (não entra no perimetro urbano na cidade)

Veiculos de Comunicação e Imprensa[editar | editar código-fonte]

Jornais Impressos[editar | editar código-fonte]

  • Jornal do Porto (semanal)
  • Jornal A Semana (semanal)

Revistas[editar | editar código-fonte]

  • Revista Assunto

Emissoras de Rádio[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Primavera AM 1470 kHz
  • Rádio Porto FM 106.9 MHz
  • Rádio Comunidade FM 105.9 MHz
  • Rádio Inovadora Fm Gospel 89.1 MHz

Sites e Portais[editar | editar código-fonte]

  • Blog da Comunicação (Imprensa Oficial)
  • Porto Ferreira Hoje
  • Porto Ferreira on line
  • Minha Região.com

A Economia do Municipio[editar | editar código-fonte]

Porto Ferreira, Apresenta uma Economia Ampla e Diversificada. a Agricultura teve inicio com o Café no século XIX e se estendeu para a Cultura do Algodão e da Laranja, sendo hoje predominante em toda a Região a monocultura da Cana de Açúcar. já a Indústria, vem se Diversificando a cada Dia, buscando novos Mercados Consumidores tanto no Brasil como também no Exterior. o Comercio por sua Vez, apresenta um vasto Desenvolvimento, colaborando com os indicadores Sócio-Ecônomicos.

Agropecuaria[editar | editar código-fonte]

A agricultura não apresenta uma grande Participação na economia devido ao tamanho reduzido do municipio, a area Urbana possui uma extensão de 35 km² e a area Rural 209 km², onde apenas 185,6 km² são apropriados para o desenvolvimento de culturas agricolas, com destaque para a cana de açucar que tomou o espaço da Laranja e do Algodão. o municipio produz em pequena escala laticinios e gado para o consumo interno, sendo que o setor representa mais de 116 milhoes de reais no PIB.

Comercio[editar | editar código-fonte]

este Setor é de grande relevância na participação economica local, sendo que a Cidade possui um Comércio amplo e diversificado . hoje são quase 800 unidades comerciais, sendo que os 2 maiores fluxos estão situados na Rua Dona Balbina e Rua Nelson Pereira Lopes, além da Avenida João Martins da Silveira Sobrinho, na Marginal da Via Anhanguera. destacam-se Rede DIA%, Hypermercados Extra, Cybelar, COMERCIAL SÃO JORGE, Lojas CEM, Droga Raia, Drogal 24 horas, etc. Esse setor gera mais de 12 mil empregos diretos e indiretos além de movimentar mais de 786 milhões de reais na economia.

Serviços[editar | editar código-fonte]

a Cidade conta com:

  • 10 Agencias Bancarias
  • 4 Casas Lotericas
  • 2 agencias dos Correiros

Indústrias[editar | editar código-fonte]

Porto Ferreira possui um grande polo de Indústrias de transformação de minerais não metálicos (Vidros e Embalagens, Cerâmica de Mesa e Faiança, Olarias de Tijolos e Telhas de barro, Pisos e Revestimentos Cerâmicos), Papel e Papelão, Alimentos (cereais, aves, lacteos e bebidas), Metalurgicas e Tecnologia (fios e condutores eletricos, chaves disjuntores e comandos, circuitos integrados), Possui

  • 2 multinacionais instaladas
  • 17 indústrias de porte grande
  • 58 indústrias de porte médio
  • 289 micro e pequenas indústrias

Dentre essas indústrias, destacam-se a Cargill, a Verallia pertencente ao Grupo Saint-Gobain, a Vidroporto S.A., Mar-Girius I.C.E Eletronicos, Paco Indústria e Comércio de Materiais Elétricos, Batrol Móveis, Cerâmica Porto Ferreira S.A., Broto Legal Alimentos, Imporpel, etc e movimentam mais de 417 milhões na economia.

Capital da Cerâmica Artística[editar | editar código-fonte]

Porto Ferreira nos anos 80 ficou conhecida nacionalmente como "A Capital da Cerâmica Artistica", devido as inúmeras fábricas de louça brnca e vermelha, concentradas ao longo da Via Anhanguera, com o passar dos anos a Cerâmica perdeu status e deu lugar aos móveis de Madeira e Ferro além dos objetos de Iluminação e decoração. Hoje o seu Slogan é: "A Capital da Decoração e das Artes Cerâmicas".

A Encruzilhada do Progresso[editar | editar código-fonte]

SLOGAN dado ao municipio na decada de 70, devido ao seu crescimento avançado em um curto espaço de tempo. esse fator leva em consideração o cruzamento de 2 importantes eixos viários do estado,a Via Anhanguera que liga a São Paulo á Ribeirão Preto e a SP-215 que liga São Carlos á Poços de Caldas.

Clubes[editar | editar código-fonte]

  • Porto Ferreira Futebol Clube
  • Sociedade Cultural Clube de Campo das Figueiras
  • Sociedade Esportiva Palmeirinha

Ferreirenses notórios[editar | editar código-fonte]

Canais de TV em Porto Ferreira[editar | editar código-fonte]

  • Canal 17 RedeTV!
  • Canal 20 Clube/Band
  • Canal 22 Redevida
  • Canal 26 Esporte Interativo
  • Canal 31 EPTV São Carlos/Globo
  • Canal 33 TV Cultura
  • Canal 36 Record
  • Canal 39 SBTRibeirão Preto
  • Canal 49 CNT
  • Canal 53 TV Mix Regional
  • Canal 57 TV Gazeta
  • Canal 59 Canção Nova
  • Canal 63 TVG

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://eleicoes.uol.com.br/2012/uol-pelo-brasil/2012/09/04/quase-dez-anos-depois-de-prisao-de-vereadores-por-pedofilia-escandalo-ainda-marca-cidade.htm
  2. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Estimativa Populacional 2013 Estimativa Populacional 2013 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de agosto de 2013). Visitado em 31 de agosto de 2012.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]