Potencial padrão de eletrodo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde setembro de 2009). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Em eletroquímica, o potencial padrão de eletrodo, denotado como Eo, E0 ou EO é a medida do potencial individual de um eletrodo reversível (em equilíbrio) no estado padrão, no qual as espécies eletroativas estão a uma concentração de 1 mol/kg, e gases a uma pressão de 1 bar. Os valores são mais frequentemente tabulados a 25 °C.

O princípio de uma célula eletroquímica, tal como uma célula galvânica, consiste em uma reação redox, que pode ser desdobrada em duas semi-reações:

A reação global da célula eletroquímica é a soma de uma reação de redução e de uma reação de oxidação, cada uma delas chamadas de meia-reação (ou semi-reação).

Eletricidade é gerada devido à diferença de potencial elétrico entre dois eletrodos. Esta diferença de potencial é criada como um resultado das diferenças entre potenciais individuais de dois eletrodos metálicos com respeito ao eletrólito.

Embora o potencial total de uma célula possa ser medido, não há nenhuma maneira simples de medir exatamente os potenciais individuais de eletrodo/electrolito isoladamente.

O potencial elétrico varia também com a temperatura, concentração e pressão.

Cálculo de potencial padrão de um eletrodo[editar | editar código-fonte]

Para superar-se a dificuldade de medir-se o potencial individual de um eletrodo, um eletrodo de potencial de redução desconhecido pode ser emparelhado com um eletrodo de referência de potencial conhecido. O referencial final é elétrodo padrão de hidrogênio (EPH) cujo potencial é definido para ser exatamente zero volts em todas as temperaturas.

Por exemplo, para medir-se o potencial padrão de redução de um eletrodo de zinco metálico, uma célula eletroquímica pode se construída com um eletrodo de zinco metálico (e.g. um eletrodo de zinco imerso em solução 1 M de ZnSO4) como ânodo. A semi-reação do ânodo é então:

Zn(s) → Zn2+(aq,1 M) + 2e-

A EPH é usada como cátodo e a célula como um todo pode ser descrita de forma simplificada como:

Zn(s) | Zn2+(aq,1 M) || 2H+(aq,1 M) | H2(g,1 bar)

Desde que a semi-reação de redução tem um potential de zero, a EMF da célula, Eocell, corresponde ao potencial do eletrodo de zinco metálico porque:

Eocell(0.76V)= Eo2H+(aq) → H2(g)(0V) + EoZn(s) → Zn2+(aq)(0.76V)

onde os o superescritos designam que estados padrão são empregados.

Já que potenciais de eletrodo são convencionalmente definidos como potenciais de redução, o sinal do potencial para o metal sendo oxidado deve ser invertido quando calculado o potencial total da célula. Note-se que os potenciais de eletrodo são independentes do número de elétrons transferidos e então os dois potenciais de elétrons podem ser simplesmente combinados para dar o potencial total da célula se diferentes números de elétrons estão envolvidos nas duas reações dos eletrodos (mais cuidado é requerido se combina-se potenciais de eletrodos para obter um terceiro potencial de eletrodo).

Tabela de potencial padrão de redução[editar | editar código-fonte]

http://proquimica.iqm.unicamp.br/10_7.jpg

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Zumdahl, Steven S., Zumdahl, Susan A (2000) Chemistry (5th ed.), Houghton Mifflin Company. ISBN 0-395-98583-8
  • Atkins, Peter, Jones, Loretta (2005) Chemical Principles (3rd ed.), W.H. Freeman and Company. ISBN 0-7167-5701-X
  • Zu, Y, Couture, MM, Kolling, DR, Crofts, AR, Eltis, LD, Fee, JA, Hirst, J (2003) Biochemistry, 42, 12400-12408
  • Shuttleworth, SJ (1820) Electrochemistry (50th ed.), Harper Collins.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.