Pouso Redondo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Pouso Redondo
Bandeira de Pouso Redondo
Brasão de Pouso Redondo
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 23 de julho de 1958
Gentílico pouso redondense
Prefeito(a) Nair Goulart (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Pouso Redondo
Localização de Pouso Redondo em Santa Catarina
Pouso Redondo está localizado em: Brasil
Pouso Redondo
Localização de Pouso Redondo no Brasil
27° 15' 28" S 49° 56' 02" O27° 15' 28" S 49° 56' 02" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Vale do Itajaí IBGE/2008 [1]
Microrregião Rio do Sul IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Braço do Trombudo, Mirim Doce, Otacílio Costa, Ponte Alta, Rio do Oeste, Taió e Trombudo Central
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 359,519 km² [2]
População 14 812 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 41,2 hab./km²
Altitude 354 m
Clima Mesotérmico úmido, com verão quente e temperatura média de 18,4°C. fuso_hor =-3
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,72 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 218 463,491 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 269,69 IBGE/2008[5]
Página oficial

Pouso Redondo é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 27º15'29" sul e a uma longitude 49º56'02" oeste, estando a uma altitude de 354 metros. Sua população está em torno de 14.307 habitantes (IBGE 2008). Possui uma área de 363,91 km².Pouso Redondo foi eleito a melhor produtora de tijolos do Brasil.

Fica localizado na Microrregião de Rio do Sul, no Alto Vale da bacia hidrográfica do Rio Itajaí-Açu, a 264 km de Florianópolis, próxima às cidades de Taió, Trombudo Central, Braço do Trombudo, Agronômica, Agrolândia, Rio do Sul e Rio do Oeste. Tem como principais atividades econômicas a agricultura (arroz e pecuária leiteira) e indústria cerâmica. Colonização de maior representação na região tem origem entre alemães e italianos.

Por que o nome Pouso Redondo?[editar | editar código-fonte]

O nome de Pouso Redondo deu-se pelo fato de no século XIX ter sido um local de passagem de tropas de gado conduzida por tropeiros que saíam da região dos campos de Lages, Curitibanos e do Rio Grande do Sul, dirigindo-se descendo a serra para Ibirama, Blumenau e Itajaí.

O lugar acabou tornando-se parada obrigatória para esses viajantes, pelo fato de estar a meio caminho dos campos serranos e da região litorânea, pois o descanso das tropas era levado muito a sério, e durante a viagem as paradas deveriam ser feitas a uma distância regular para não comprometer a tropilha.

Enquanto o gado descansava, os tropeiros organizavam o lugar de pouso, tomavam chimarrão, preparavam o arroz de carreteiro, o churrasco e o revirado que traziam para alimentação.

Desse local de pouso, de forma arredondada, surgiu o topônimo de Pouso Redondo. A pequena vila que ali se formou com esse nome estava aproximadamente 2,5 Km da atual cidade. Onde hoje está a cidade, formou-se uma pequena vila que levou o nome de "Barreira", pois na segunda metade da década de 20, o Governo do Estado ordenou que ali fosse criada uma barreira para arrecadação de tributos, pois consistia uma passagem obrigatória para quem tomasse direção à Serra ou ao Litoral. Com o passar dos anos, o crescimento habitacional foi maior na barreira, atraindo para ali a sede do distrito criado em 1933 com o nome de Pouso Redondo.

Pouso Redondo e sua Migração[editar | editar código-fonte]

A partir de relações políticas e econômicas entre o Brasil e as repúblicas alemãs de Bremen, Luebeck e Hamburgo, contribuíram para a colonização do sul do Brasil. Dos interesses em comum, surgiram na Alemanha as companhias de imigração como a ?Sociedade de Amparo ao Imigrante Alemão no Sul do Brasil?, que promoveram imigração em massa de alemães ao Brasil. E em nome dessa sociedade que o Dr. Otto Blumenau chegou ao Brasil, financiado por um grupo Hamburguês, que lhe garantiu a devolução das despesas de viagem, e um bom ordenado mensal, para fazer um levantamento geral sobre a imigração e transferência de europeus na região, bem como prestar informações sobre os meios de transporte, preços dos gêneros e sistema de comércio locais. Em meados de 1850, a firma Christian Mathias Schroeder & Co, enviou um de seus veleiros, com imigrantes para se instalarem às margens do Rio Itajaí. A imigração se intensificou graças a crise na Alemanha. No início do Século XIX, o bandeirante Dias Velho alcançou as terras onde se localiza o município de Pouso Redondo, mas a região ? situada no Alto Vale do Itajaí e que ocupa parte da Serra Geral ? só foi colonizada em 1893, quando Hermann Blumenau mandou até lá Augusto Peters, com a missão de construir uma linha telegráfica até o planalto de Lages. Em 1902, chegaram Leopoldo Knoblauch e Gotlieb Reif, que desde 1885 era dono das terras, recebidas por serviços prestados ao governo. O nome Pouso Redondo veio com os tropeiros que levavam gado do Planalto Serrano para a região de Blumenau.

Lugar de passagem das tropas de gado conduzidas por tropeiros, servia como ponto de parada obrigatória para descanso e pouso das tropas. Enquanto o gado pastava, tomavam água e descansavam, os tropeiros organizavam o lugar de pousa numa clareira de forma arredondada circulares onde hoje se situa o trevo de acesso à Taió. Desse local nasce ?Pouso Redondo?.

Visitado por tropeiros desde 1850, somente em 1894 Hermann Blumenau teve a idéia de colonizá-lo, para tanto enviou para a região a família do pioneiro Alemão Augusto Peters com a missão de construir uma linha telegráfica até o planalto de Lages que estabeleceu-se em Pouso Redondo e construiu a primeira casa e tornou-se dono de algumas terras. Em 1902 vieram visinhar as famílias dos senhores Leopoldo Knoblauch e Gottlieb Reif, que já era dono de parte das terras desde o ano de 1885 por empreiteiras ao governo Estadual, mais tarde outras famílias chegaram e fizeram a história do município, dentre essas os húngaros, os poloneses e mais tarde os italianos.

A sede do município teve inicio com estalagens que davam apoio logístico aos tropeiros. Como entreposto comercial o lugar foi crescendo até que o Governo Estadual percebeu a importância, e criou no local em 1928 uma barreira para arrecadação de tributos.

A primeira Escola Pública de Pouso Redondo é da sede do Distrito Criada em 1º março de 1932, hoje Escola de Educação Básica Arno Sieverdt.

Em 9 de Abril de 1933 pelo Decreto nº 332/33 é feita a instalação do Distrito de Pouso Redondo pertencente a Rio do Sul. No ano de 1958 pela LEI Nº 348 Pouso Redondo passa a condição de município no dia 23 de Julho do corrente ano.

O primeiro prefeito, senhor Artur Claudino dos Santos, no ano de 1958, foi nomeado pelo Governador do Estado, Heriberto Hulse, já em 1959 tomou posse o primeiro prefeito eleito, na pessoa do senhor Querino Ferrari.

Em 22 de novembro de 1963, é criado o distrito de Aterrado Torto e anexado ao Município de Pouso Redondo pela Lei Estadual nº 939.

Pela Lei Estadual nº 525, de 05 de maio de 1981, o distrito de Aterrado Torto passou a denominar-se Aterrado.

Perfil da cidade[editar | editar código-fonte]

Dados sobre o Município

Prefeita: Nair Goulart 

Vice-Prefeito: Paulo César Voltolini 

Presidente da Câmara: Júnior Coelho 

Secretaria Regional: Taió 

Associação de Municípios: AMAVI 

Gentílico: Pousoredondense 

Dada de Emancipação Política: 23/07/1958 

Data de comemoração: 23 de Julho 

Principais atividades econômicas: Agricultura, Indústrias Cerâmica e Moveleira.

IDH: 0,786 (fonte: PNUD / 2000) 

PIB: A preços correntes (1.000 R$) - (fonte: IBGE)

2004 = 151.059

2005 = 153.694

2006 = 162.740

2007 = 178.400

2008 = 218.463 - Per capita R$ 15.269,69 - (fonte: IBGE)

Coeficiente FPM: 1 (fonte: STN / 2009)

Índice ICMS: 0.21811 (fonte: SEF - SC / 2009)

Fuso Horário: UTC-3 

Censo Demográfico 2000: 12.203 habitantes (fonte: IBGE) 

Contagem de População 2007: 13.722 habitantes (fonte: IBGE) 

Censo Demográfico 2010: 14.810 habitantes (fonte: IBGE)

Homens: 7.504

Mulheres: 7.306

População Urbana: 9.024

Homens: 4.476

Mulheres: 4.548

População Rural: 5.786

Homens: 3.028

Mulheres: 2.758

Eleitores: 10.847 (fonte: TRE-SC 2012)

Características do município[editar | editar código-fonte]

O município de Pouso Redondo está situado na região do Alto Vale do Itajaí, galgada parte da Serra Geral a 249 km de Florianópolis (capital do Estado) na zona subtropical a 27º 15' 29'' de Latitude Sul e a 49º 56' 02'' de Longitude Oeste e numa altitude de 354 Metros acima do nível do mar.

Possui uma área total de 362,4 km² , sendo que 25 km² são área Urbana e 337,4 km², área Rural (fonte: IBGE). O clima é mesotérmico úmido com verão quente, apresentando temperatura média anual é de 18, 4ºC, com máxima de 36°C e mínima de 6°C e precipitação total anual de aproximadamente 1.300 milímetros.

O município é banhado pelo Rio das Pombas numa extensão de 26,6 km e rio Pombinhas, extensão de 16,1 km. O relevo é constituído de superfícies planas, onduladas e montanhosas, pertencente a bacia superior do rio Itajaí e Serra Geral, trecho central, degraus em camadas, com denudação periférica.

O solo possui fertilidade e textura variáveis de acordo com a origem desses sedimentos, predominando neles a fração silte, ocorrem em relevos planos e suave ondulados próximos aos rios. Em outra extensão o solo possui baixa fertilidade, de textura normalmente argilosa e em relevo forte ondulado e montanhoso.

O Município limita-se: 

- ao norte com os municípios de Rio do Oeste, Mirim Doce e Taió; 

- ao sul com os municípios de Otacílio Costa e Trombudo Central; 

- ao oeste com o município de Ponte Alta; 

- ao leste com os municípios de Trombudo Central e Braço do Trombudo.

Temos ainda os seguintes bairros/localidades: Alto Paleta, Alto Pombinhas, Alto Rio de Traz, Arno Siewerdt, Arroio Grande, Aterrado, Barra do Aterrado, Barro Branco, Boa Vista, Boa Vista 2, Centro, Corruchel, Ervinha, Fachinal, Independência, Lageado Grande, Leopoldo Mees (antiga Fadel), Paleta, Pinheiro, Pombinhas, Pouso da Caixa, Progresso, Ribeirão Vassoura, Rio das Pombas, Rio de Traz, Saltinho, Salto Pombinhas, Santa Isabel, Santa Rita, São Bernardo, São Miguel, Serra Azul, Serra do Aterrado, Serra dos Ilhéus, Serra Grande, Sitio Peters, Sumidor, Taquaroçu, Vila Adelaide, Vila Planalto.

Colonização de maior representação na região tem origem entre alemães e italianos. População está em torno de 14.810 habitantes e 10.847 eleitores.

Divisão do territorial[editar | editar código-fonte]

Pouso Redondo conta com 28 Bairros:

Paisagem tipica de Pouso Redondo
  • Alto Paleta
  • Alto Pombinhas
  • Arno Siewerdt
  • Arroio Grande
  • Aterrado
  • Boa Vista
  • Boa Vista 2
  • Centro
  • Corruchel
  • Leopoldo Mees
  • Independência
  • Lageado Grande
  • Pinheiro
  • Pombinhas
  • Pouso da Caixa
  • Progresso
  • Rio das Pombas
  • Rio de Traz
  • Rio Novo
  • Rio Pombinhas
  • Saltinho
  • São Bernardo
  • Serra do Aterrado
  • Serra dos Ilhéus
  • Sítio Peters
  • Sumidor
  • Vila Adelaide
  • Vila Planalto.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 30 de junho de 2014.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.