Prémios Darwin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Dezembro de 2007).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Prêmios Darwin são honras atribuídas de uma forma irônica, cujo nome provém de Charles Darwin, o criador da teoria da evolução.[1] Estes prêmios são atribuídos de forma simbólica àqueles que cometeram erros altamente absurdos ou se descuidaram idioticamente, pondo fim à própria vida ou causando a sua esterilização.[1] Estes prêmios baseiam-se no pressuposto de que estes indivíduos, ao se autodestruirem, contribuem para a melhoria do pool genético humano ao eliminarem os seus "maus" genes.[1]

Estes prêmios começaram a ser atribuídos a partir de 1991, não obstante terem sido atribuídos a indivíduos que preencheram os critérios anteriormente. O caso mais antigo remonta a 1874, quando o aluno de uma universidade que iria fantasiar-se de vampiro para uma festa e, para fingir que havia sido caçado, tentou prender uma estaca de madeira na camisa e acabou atravessando-a no peito.

História[editar | editar código-fonte]

Tudo começou há pelo menos 22 anos com a circulação de mails e discussões no grupo Usenet. Os primeiros registos dos Prêmios Darwin apareceram em 1985, relatando uma morte absurda relacionada com uma máquina de escrever.

Mais tarde, a partir de 1991 começaram a surgir mails autorizados intitulados "prêmios Darwin 1991", mas variando com o ano. Também apareceram vários sites relacionados com o tema. O mais conhecido é o "darwinawards.com" dirigido por Wendy Northcutt, escritor também de vários livros sobre os prêmios Darwin.

Requisitos[editar | editar código-fonte]

Wendy Northcutt estabeleceu 5 condições que tinham de ser observadas para se atribuir um Prémio Darwin:

  • Incapacidade de gerar descendência - através da própria morte ou esterilização
  • Excelência - forma sensacional e estúpida com que comete o erro. Incrível desuso da lógica e da razão.
  • Auto-selecção - Causa o desastre por si mesmo; com mérito incondicionalmente individual.
  • Maturidade - O indivíduo deve estar em total uso das suas capacidades mentais e físicas. Deve possuir capacidade de julgamento e raciocínio.
  • Veracidade - O evento tem de ser verificável. Excluem-se as "Lendas Urbanas"

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]