Prêmio Ridenhour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Prêmio Ridenhour é concedido anualmente pelo The Nation Institute[1] , em reconhecimento por atos que expõem a verdade protegendo o interesse público, promovendo justiça social ou promovendo uma visão mais justa da sociedade. Tem quatro categorias:[2]

  • Prêmio Ridenhour por Expôr a Verdade
  • Prêmio Ridenhour Coragem
  • Prêmio Ridenhour Documentário
  • Prêmio Ridenhour Livro

O nome Ridenhour é uma homenagem a Ronald Ridenhour que revelou o Massacre de Mỹ Lai, onde centenas de civis, na maioria mulheres e crianças, foram executados por soldados do exército dos Estados Unidos, em 1968.[3]

Patroninador[editar | editar código-fonte]

Patrocinado pelo The Nation Institute, associado à revista americana The Nation[4] , uma das mais antigas publicações americanas, tendo sido fundada em 1865.

É um dos três grandes programas de premiação o do Instituto, onde cada prêmio visa identificar e reconhecer vozes progressistas por sua coragem e confiabilidade. Os prêmios são:

  • Prêmio Puffin/Nation por Cidadania Creativa
  • Prêmios Ridenhour
  • Prêmio Robert Masur por dedicação as liberdades civis.

Ganhadores[editar | editar código-fonte]

Em 2014, Edward Snowden[5] e Laura Poitras receberam o Prêmio Ridenhour por expor a verdade, por sua atuação na revelação da Vigilância mundial pela NSA.[6] [7]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências