Praça Doutor João Mendes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Praça Doutor João Mendes é uma praça localizada no centro do município de São Paulo, cujo nome é uma homenagem ao jurista João Mendes de Almeida.[1]

Começou a ser formada no ano de 1756, quando a Irmandade de N. S. da Conceição e São Gonçalo Garcia escolheu o local para a construção de uma capela. Em 1757 já existia um pequeno pátio, em frente à capela, que era chamado Campo, Pátio ou Largo de São Gonçalo Garcia. Entre 1788 e 1789, ali se instala a Câmara Municipal de São Paulo, que permaneceria no local até o final do século XIX.[2] O mesmo prédio abrigava a cadeia. Por essa razão, o Largo de São Gonçalo passou a ser chamado de Largo da Cadeia ou Largo Municipal.

Em 1823, após a Independência do Brasil, foram criados os Conselhos do Governo, dentre os quais o Conselho de Estado, compostos por seis membros, que também eram vice-presidentes da Província. As reuniões do Conselho passaram a acontecer, também, no mesmo prédio do Largo de São Gonçalo. Assim, na mesma sede funcionavam a Câmara, o Conselho, as sessões do júri e a cadeia (com celas masculinas e femininas), além de um depósito e da moradia do carcereiro.

Entre o final do século XIX e o início do século XX, vários prédios foram demolidos, e o antigo Largo foi ampliado, incorporando trechos das antigas Ruas da Cadeia e do Teatro.

Em 29 de Novembro de 1898, através da Resolução nº 102, o largo foi oficialmente denominado Praça Dr. João Mendes. Na década de 1950, ali se instalou o Fórum João Mendes, que hoje é o maior fórum civil do Brasil.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma praça é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.