Prabhat Ranjan Sarkar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Prabhat Ranjan Sarkar (1921-1990) foi um filósofo indiano. Criou a PROUT (teoria de utilização progressiva). BIOGRAFIA

Desde a sua tenra infância em Bihar, na Índia, onde nasceu em 1921, Prabhat Ranjan Sarkar atraiu pessoas por meio do seu profundo amor pela humanidade guiando-as ao longo do caminho da auto-realização. Ajustando a antiga ciência do Tantra Yoga, no sentido de atender às necessidade da época atual, Sarkar desenvolveu uma filosofia espiritual racional e científica juntamente com um sistema de disciplinas práticas visando o desenvolvimento humano – físico, mental e espiritual. Sendo reconhecido como um Mestre espiritualmente realizado, foi chamado “Shrii Shrii Ánandamúrti” que significa “Aquele que atrai outros como a personificação da Bem-Aventurança”, ou simplesmente por “Baba” (“amado”).

As pessoas que seguiram os seus ensinamentos viram as suas vidas transformadas, na medida em que superaram as fraquezas e as tendências negativas da mente, experienciando uma profunda paz e bem-aventurança internas. Inspiradas pelo seu exemplo altruísta, direcionaram as suas energias para servir a sociedade e ajudar os oprimidos.

Em 1955, enquanto ainda levava uma vida familiar normal, e profissionalmente trabalhava como supervisor da Rede Ferroviária da Índia, P.R. Sarkar formou a organização Ánanda Márga (“O Caminho da Bem-Aventurança“), começando a treinar monges missionário(a)s para propagar os seus ensinamentos de “auto-realização e serviço à humanidade” por toda a Índia, e mais tarde, por todo o mundo. Refletindo a amplitude da sua visão universal, a sua missão tornou-se uma organização multi-facetada com diferentes ramos dedicados à elevação da humanidade através da educação, auxílio a calamidades, bem estar social, artes, ecologia, renascimento intelectual, emancipação feminina e economia humanista.

Visando o bem estar coletivo da sociedade como um todo, propôs a Teoria de Utilização Progressiva – PROUT, que defende a máxima utilização e a distribuição racional de todos os recursos e potencialidades do mundo – sejam físicos, mentais e espirituais – assim como a criação de uma nova e humanista ordem social de harmonia e justiça para todos.

O seu inflexível posicionamento moral contra a corrupção e exploração, assim como a sua exigência por justiça social, atraiu a oposição de certos interesses, resultando na sua perseguição e aprisionamento, em 1971, com falsas acusações. Durante o seu encarceramento, de 7 anos, sobreviveu a um atentado por envenenamento perpetrado pelas autoridades penitenciárias e jejuou por cinco anos e meio em protesto. Por fim, absolvido de todas as acusações pelo Tribunal Supremo, foi libertado em 1978.

Até à sua partida, em 1990, guiou a rápida expansão da sua missão por todo o mundo.

Guru

Guru é uma palavra em sânscrito que significa “aquele que afasta a escuridão da ignorância da mente”. Apesar de usado com leveza actualmente no ocidente, o seu significado profundo refere-se a um mestre espiritual iluminado; aquele que é capaz de conduzir outros ao caminho da iluminação. Na sua essência o Guru é Brahma, a Entidade Suprema. Brahma significa literalmente “aquele que é grandioso e torna os outros grandiosos”. No Guru, Brahma está completamente manifesto. Ele é um canal directo de todo o conhecimento cósmico e inspiração; uma reflexão perfeita da Consciência Cósmica infinita. Ele ensina por exemplo directo, e os seus ensinamentos derivam da área mais profunda da consciência, inspirando cada indivíduo e a sociedade como um todo à realização do objectivo mais elevado da vida. Os ensinamentos de tal personalidade são indispensáveis para o progresso total e elevação da humanidade.

Os princípios e práticas da Ánanda Márga foram dados por Shrii Shrii Ánandamúrti (Prabhát Rainjan Sarkar). Incorporou técnicas de desenvolvimento ancestrais e recentes para um sistema de vida prático para a sociedade moderna dos dias de hoje. Os seus ensinamentos podem ser encontrados nas numerosas publicações da Ánanda Márga que incluem temas como misticismo, cosmologia, sociologia, história, educação, yoga, medicina, ética, psicologia, humanidades, linguísticas, economia, ecologia, agricultura, música e literatura. Escreveu mais de 100 livros, fez milhares de discursos e compôs mais de 5000 canções místicas. A sua contribuição para a sociedade é inestimável, e o valor completo dos seus ensinamentos ainda está para ser realizado.

“Eu fui um mistério, sou um mistério e serei sempre um mistério.”

~~ Shrii Shrii Ánandamúrti Fonte: http://www.anandamarga.org/sarkar.htm (inglês)