Praia de Torres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Praia da Cal

Sendo Torres uma cidade litorânea, a 197 Km de Porto Alegre, a praia de Torres constitui o seu limite oriental. A cidade recebeu este nome em função das formações rochosas que se estendem à beira-mar e que se parecem com torreões. Este trecho urbanizado de litoral é subdividido em várias praias:

Praia Grande[editar | editar código-fonte]

Praia da Guarita
A Praia Grande junto aos molhes do rio Mampituba
A Prainha, vista em direção sul
Pontezinha, no Morro das Furnas
A Guarita
A Praia de Fora, com o morro de Itapeva ao fundo

Se estendendo desde o limite norte da cidade, divisa com o estado de Santa Catarina e com o município de Passo de Torres, junto aos molhes do rio Mampituba (onde recebe o nome de Praia dos Molhes), até as primeiras rochas em direção sul. Junto ao centro da cidade a Praia Grande tem grande concentração de espigões, alguns mais altos que os morros que são a atração turística principal do município, descaracterizando a paisagem.

Prainha[editar | editar código-fonte]

Ou Praia do Meio, vai do fim da Praia Grande até o Morro do Farol, a torre mais ao norte, onde está instalado o farol da cidade. Na base deste morro, que não chega ao mar, há um oratório dedicado a Nossa Senhora de Aparecida que se tem tornado um local frequentado por devotos, que deixam muitos ex-votos cravejando o paredão rochoso. Do outro lado está a Igreja de São Domingos, patrimônio histórico do estado. O morro é também propício à prática do paraglider, e de seu topo se divisa um panorama de toda a cidade.

Praia da Cal[editar | editar código-fonte]

É a pequena enseada que se forma entre o Morro do Farol e o Morro das Furnas, a elevação seguinte em direção sul. O Morro das Furnas é o mais extenso, com um grande paredão de rocha viva caindo diretamente sobre o mar, onde se abrem algumas grutas naturais, as ditas furnas. Uma delas é o popular Canhãozinho, um buraco na pedra junto ao nível da água contra o qual, conforme a maré, as ondas embatem provocando estampidos bem audíveis, donde o nome. Este morro é conhecido pelos aficcionados do trekking. A trilha de subida dá acesso às outras furnas: as Furnas do Diamante, a Furna do Cristal e a Furna Grande. Do alto pode-se avistar as Furnas da Garagem e o acesso às Furnas Inacabadas através da chamada Pontezinha. Sobre o morro existem um pequeno oratório antigo e um lago formado por vertente natural e acumulação pluvial. Esta elevação termina suavemente para o oeste, na área do Parque da Guarita, e no sul dá lugar à

Praia da Guarita[editar | editar código-fonte]

Uma bela e pequena enseada com um pináculo de pedra quase ao centro e outro torreão logo ao lado, a Torre da Guarita ou Torre Sul. Estando dentro do Parque da Guarita, é área de conservação da natureza e não tem moradias. Além dela está a

Praia de Fora[editar | editar código-fonte]

Ou Praia da Guarita II, uma grande extensão de areia até a última formação rochosa do litoral gaúcho, o Morro de Itapeva. Aqui já se transpôe os limites da área urbanizada de Torres. Para conhecer as outras praias mais distantes do centro urbano consulte a lista de praias de Torres.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Torres