Prefeitura pretoriana da Gália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Praefectura praetorio Galliarum
Pfrefeitura pretoriana da Gália
Pref. pretoriana do(a) Império Romano do Ocidente
337477
510536
Location of Prefeitura da Gália
Prefeituras pretorianas do Império Romano em 395 d.C.
Capital: Augusta Treveroro (até 395/407)
Arelate (a partir de 395/407)
Governador: vigário
Período : Antiguidade Tardia
 -  Reformas administrativas depois da morte de Constantino, o Grande 337
 -  Conquista pelos visigodos 477
 -  Recriada como subdivisão do Reino Ostrogodo 510
 -  Conquista dos francos 536

A Prefeitura pretoriana da Gália (em latim: praefectura praetorio Galliarum), também chamada de prefeitura pretoriana das Gálias (ou seja, das províncias da Gália), era uma das quatro grandes prefeituras pretorianas nas quais estava subdividido o Império Romano na Antiguidade Tardia.

História[editar | editar código-fonte]

A prefeitura foi criada depois da morte de Constantino I em 337, quando o império foi dividido entre seus filhos, com Constantino II recebendo o comando das províncias mais ocidentais com um prefeito pretoriano como seu principal assessor. Ela abrangia não apenas a Diocese da Gália, mas também a Germânia Superior e Inferior, Britânia, Hispânia e Mauritânia Tingitana, na África. Seu território se sobrepunha em grande medida com o que foi controlado por um breve período pelo Império das Gálias na década de 260.

Depois da repartição permanente do império em 395 entre o oriente e o ocidente, a prefeitura da Gália continuou sob o comando do Império Romano do Ocidente. Augusta Treveroro (a moderna Tréveris, na Alemanha) serviu como capital da prefeitura até 407 (ou, de acordo com outras estimativas, 395), quando passou para Arelate (moderna Arles).

A prefeitura pretoriana da Gália continuou funcionando até 477, quando as últimas regiões sob seu controle foram conquistadas pelos visigodos depois da abolição do governo imperial no ocidente em Ravena no ano anterior.

Em 510, o rei ostrogodo Teodorico, o Grande re-estabeleceu a prefeitura numa pequena região da Gália (a Provença), que ele havia acabado de conquistar, com capital em Arelate. Este breve renascimento durou até a região ser novamente conquistada, desta vez pelos francos, em 536. Os ostrogodos por sua vez foram derrotados durante a conquista da Itália pelos bizantinos.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

A Prefeitura das Gálias foi dividida em quatro dioceses, administradas por um vigário.

A Diocese da Hispânia, cujo vigário vivia em Augusta Emerita (moderna Mérida), incluía as seguintes províncias:

A Diocese da Gália compreendia as seguintes províncias:

A Diocese de Vienne, incluía as seguintes províncias:

A Diocese da Britânia, cujo vigário vivia em Londínio (moderna Londres), incluía as seguintes províncias (cuja localização exata é incerta):

Lista dos praefecti praetorio Galliarum conhecidos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Burns (1994), p. 58

Bibliografia[editar | editar código-fonte]