Preformismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Preformismo é uma teoria sobre a acção genética nas características orgânicas e no comportamento dos seres humanos.

Esta é uma das teorias mais antigas que considera que o ovo continha o indivíduo em miniatura.

Teoria da Pré-formação ou Preformismo[editar | editar código-fonte]

Também designada de preformismo. Esta teoria defende que o desenvolvimento embrionário consiste no desenvolvimento de potencialidades preexistentes no ovo. O desenvolvimento do novo indivíduo limitava-se ao aumento do tamanho do ser em miniatura, à amplificação das estruturas preexistentes no ovo. ou seja segundo essa teoria, cada pessoa teria dentro de si um ou mais homúnculos que por sua vez conteriam homúnculos menores, e assim por diante como se fossem caixas pequenas embutidas em caixas cada vez maiores.

Final do século XVII[editar | editar código-fonte]

Nesta época, formaram-se dois grupos de cientistas que defendiam duas orientações distintas da teoria do preformismo. Uns defendiam que o futuro ser já se encontrava em miniatura no espermatozóide. outros afirmavam que o novo ser existia pré-formado no óvulo. No interior do óvulo ou do espermatozóide estaria um pequeno homem pré-formado, o qual integrava nas suas próprias células sexuais um homúnculo.

Século XVIII[editar | editar código-fonte]

Neste século, o naturalista suiço Charles Bonnet desenvolve esta concepção reafirmando que o desenvolvimento embrionário mais não era que a ampliação das caracteristicas do homúnculo: o desenvolvimento não é mais do que uma ampliação.

Determinismo Hereditário[editar | editar código-fonte]

O preformismo acentua a dimensão genética do desenvolvimento, não tendo em conta o efeito do ambiente. O desenvolvimento dependeria apenas da componente hereditária. Poder-se-ia falar de um determinismo hereditário.