Preservativo feminino antiviolação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Preservativo feminino anti-violação é um aparelho desenvolvido em 2005 pelo inventor Sonette Ehlers, descrito inicicalmente como Rapex[1] , um preservativo feminino anti-violaçãoque pode ser inserido no canal vaginal, tal como um diafragma. Este produto apresenta minúsculas farpas que atacam o penis do violador, e que tem de ser cirurgicamente removido. Num artigo sobre o Rapex, Ehlers comentou que foi inspirada a inventar o aparelho depois de um encontro com uma vítima que lhe disse, "Se eu tivesse dentes aqui em baixo....".[2]

Referências

  1. Rapex
  2. Dixon, Robyn (September 2 2005). Controversy in South Africa over device to snare rapists. Página visitada em 2006-03-16.

Ver também[editar | editar código-fonte]