Presidente Eterno da República

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Coreia do Norte
Emblem of North Korea.svg

Este artigo é parte da série:
Política e governo da
Coreia do Norte




O Presidente eterno da Coreia do Norte, Kim Il-sung, falecido em 1994.

O Presidente eterno da República Popular Democrática da Coreia (공화국의 영원한 주석) é um cargo simbólico estabelecido por uma linha do prefácio da Constituição da Coreia do Norte, emendada a 5 de setembro de 1998, e que diz: "Sob a liderança do Partido dos Trabalhadores da Coreia, a República Popular Democrática da Coreia e o povo coreano terão o grande líder Camarada Kim Il-sung em alta estima como Presidente eterno da República (...)". Assim, é um cargo que será unicamente ocupado por Kim Il-sung.

O "Presidente eterno da República" aparece apenas no prefácio, e não no texto funcional da Constituição, e não está associado com qualquer organização governamental com responsabilidades específicas, poderes, privilégios, etc.

Até hoje, não houve mais nenhum Presidente da Coreia do Norte, tendo o cargo sido abolido com a Constituição de 1998. Os seus poderes foram divididos entre três cargos: o chefe de governo, primeiro-ministro Pak Pong-ju; o Presidente da Assembleia Popular Suprema, Kim Yong-nam; e o chefe das Forças Armadas, o Presidente da Comissão de Defesa Nacional Kim Jong-un, que é constitucionalmente referido como o Líder Supremo do país.

Ver também[editar | editar código-fonte]