Princesa Mononoke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mononoke Hime
Princesa Mononoke (PT/BR)
Pôster promocional
 Japão
1997 • cor • 134 min 
Direção Hayao Miyazaki
Produção Toshio Suzuki
Roteiro Hayao Miyazaki
Elenco Yōji Matsuda
Yuriko Ishida
Yūko Tanaka
Kaoru Kobayashi
Género Fantasia
Aventura
Idioma Japonês
Música Joe Hisaishi
Cinematografia Atsushi Okui
Edição Takeshi Seyama
Estúdio Studio Ghibli
Distribuição Toho
Lançamento 12 de julho de 1997
Orçamento US$ 23.5 milhões
Receita US$ 159.375.308
Página no IMDb (em inglês)

Mononoke Hime (japonês: もののけ姫, Princesa Mononoke em português) é um filme de animação japonês dirigido por Hayao Miyazaki, produzido pelo Studio Ghibli. A data de estreia no Japão foi 12 de Julho de 1997, a estreia no restante do mundo aconteceu a partir de 1999.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Japão, Era Muromachi. Aquele era um tempo de muitas mudanças, onde os homens ainda conviviam com feras e deuses. Mas a paz só duraria até um inevitável dia em que tudo seria posto abaixo e o homem mostraria do que era capaz. Um terrível demônio que possui o corpo de deus-Javali, estava deixando a floresta e se dirigindo ao vilarejo dos Emishi, um povo nobre cujo príncipe chama-se Ashitaka, ele é quem se encarregará de parar o terrível deus-Javali (na verdade um "Tatari Gami", ou "deus da Maldição") que estava a caminho de sua região, e com certeza iria destruí-la. Mas o resultado dessa batalha é que ele acaba recebendo uma maldição, posta pelo demônio pouco antes de morrer. Condenado, Ashitaka decide deixar seu povo e segue para o oeste, em busca da cura para o seu problema.

Sem que ele soubesse, no oeste, os mineradores de ferro e os deuses-animais travam uma grande batalha. Do lado dos deuses-animais se encontra San (a princesa Mononoke), uma jovem garota que foi adotada e criada por uma tribo de deuses-lobo. Seu ódio pelos humanos que querem destruir a floresta dos deuses é tão grande, que ela acaba esquecendo-se de sua própria humanidade. Mas sua vida muda quando ela conhece o jovem príncipe Ashitaka, que passa a amá-la.

As coisas não estão fáceis, já que os mineradores da aldeia liderada por Lady Eboshi só querem que sua terra seja um lugar bom e estável para se viver, e seria da floresta que eles retirariam as riquezas minerais, nem que para isso animais fossem mortos e árvores fossem derrubadas.

Ashitaka acaba tendo que ajudar San e os deuses-animais contra as intenções destrutivas do homem contra a natureza. Ele também descobrirá o verdadeiro motivo de ter sido amaldiçoado e sua missão naquela guerra.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Produção[editar | editar código-fonte]

Custou cerca de US$20 milhões figurando como uma das animações mais caras já produzidas da história do cinema animado japones para a época em que foi feito. Sendo praxe dos trabalhos de Miyazaki, o filme foi feito da maneira mais tradicional: à mão e utilizando a computação gráfica em menor quantidade.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Princesa Mononoke foi um grande sucesso mundial arrecadando cerca de US$158 milhões, além de ter conseguido inúmeras críticas positivas. Foi o filme com a maior bilheteria da historia no Japão até a estreia de Titanic. Considerado o maior anime da decada de 90, juntamente com Neon Genesis Evangelion.

Premiações e Indicações[editar | editar código-fonte]

Mainichi Art Award (Japão)

  • Melhor Filme.

Japanese Academy Awards (Japão)

  • Melhor Animação.

Anime Grand Prix (Japão)

  • Melhor Anime.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

  • Tem assinatura de Joe Hisaishi. É interpretada na versão japonesa por Yoshikazu Mera e na versão inglesa por Sasha Lazard:
Faixas
  1. "The Legend of Ashitaka" – 1:41
  2. "The Demon God" – 3:53
  3. "The Journey to the West" – 2:35
  4. "The Demon Power" – 0:38
  5. "The Land of the Impure" – 3:01
  6. "The Encounter" – 0:54
  7. "Kodamas" – 2:29
  8. "The Forest of the Gods" – 0:42
  9. "Evening at the Ironworks" – 0:41
  10. "The Demon God II - The Lost Mountains" – 0:58
  11. "Lady Eboshi" – 2:50
  12. "The Tatara Women Work Song" – 1:31
  13. "The Furies" – 1:30
  14. "The Young Man from the East" – 1:27
  15. "Requiem" – 2:23
  16. "Will to Live" – 0:33
  17. "San and Ashitaka in the Forest of the Deer God" – 1:41
  18. "Princess Mononoke Theme Song Instrumental Version" – 2:10
  19. "Requiem II" – 2:16
  20. "Princess Mononoke Theme Song" – 3:34
  21. "The Battle Drums" – 2:49
  22. "The Battle in Front of the Ironworks" – 1:28
  23. "The Demon Power II" – 2:31
  24. "Requiem III" – 0:57
  25. "The Retreat" – 1:32
  26. "The Demon God III" – 1:16
  27. "Adagio of Life and Death" – 2:10
  28. "The World of the Dead" – 1:29
  29. "The World of the Dead II" – 1:34
  30. "Adagio of Life and Death II" – 1:09
  31. "Ashitaka and San" – 3:14
  32. "Princess Mononoke Theme Song" – 1:25
  33. "The Legend of Ashitaka Theme (End Credits)" – 5:50

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.