Processamento de linguagem natural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Processamento de linguagem natural (PLN) é uma subárea da inteligência artificial e da linguística que estuda os problemas da geração e compreensão automática de linguas humanas naturais. Sistemas de geração de linguagem natural convertem informação de bancos de dados de computadores em linguagem normalmente compreensível ao ser humano, e sistemas de compreensão de linguagem natural convertem ocorrências de linguagem humana em representações mais formais, mais facilmente manipuláveis por programas de computador.

Aplicações e Limitações[editar | editar código-fonte]

Na teoria, processamento de linguagem natural é um método atrativo para interação homem-máquina. Sistemas mais antigos como SHRDLU, trabalhando com "blocks worlds" restritos com vocabulários restritos, funcionou muito bem, levando pesquisadores a um excessivo otimismo, que mais tarde foi superado quando o sistema foi aplicado a problemas mais realistas, envolvendos ambiguidade e complexidade

Principais aplicações de PLN[editar | editar código-fonte]

Ferramentas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.