Processo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2009). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Processo (do latim procedere) é um verbo que indica a ação de avançar, ir para frente (pro+cedere) e é um conjunto sequencial e particular de ações com objetivo comum. Pode ter os mais variados propósitos: criar, inventar, projetar, transformar, produzir, controlar, manter e usar produtos ou sistemas.

Administração[editar | editar código-fonte]

Em administração de empresas, processo é a sequência onde as atividades realizadas na geração de resultados para o cliente, desde o início do pedido até a entrega do produto. De acordo com outro conceito mais moderno, que é multidisciplinar, é a sincronia entre insumos, atividades, infraestrutura e referências necessárias para adicionar valor para o ser humano.

Em gerenciamento de processos (também apelidado BPM), o processo de negócio é uma sequência de tarefas (ou atividades) que ao serem executadas transformam insumos em um resultado com valor agregado. A execução do processo de negócio consome recursos materiais e/ou humanos para agregar valor ao resultado do processo. Insumos são matérias-primas, produtos ou serviços vindos de fornecedores internos ou externos que alimentam o processo. Os resultados são produtos ou serviços que vão ao encontro das necessidades de clientes internos ou externos.

Dada a similaridade das suas composições, "Função de Negócio" e "Processo de Negócio" são conceitos que frequentemente suscitam dúvidas entre as pessoas interessadas em formar um melhor entendimento a respeito dos elementos de uma arquitetura de negócios. Ambos são "coisas que a empresa faz", no entanto, os processos são transfuncionais (ou horizontais), já que atravessam diversas barreiras funcionais enquanto que as funções, que em conjunto contribuem para a missão da empresa, são verticais (ex.: contabilidade, vendas, logística).

Em gerência de operações, é a sequência de passos, tarefas e atividades que convertem entradas de fornecedores em uma saída. Exemplos de processos incluem a formação, preparação, tratamento ou melhora de materiais em suas características físicas ou químicas, resultando na sua transformação.

Noutros campos de conhecimento[editar | editar código-fonte]

Em Direito, processo é um modo de proceder, necessário ao válido exercício do poder (do Estado). Processo judicial é o instrumento pelo qual se opera a jurisdição, cujos objetivos são eliminar conflitos e fazer justiça por meio da aplicação da Lei ao caso concreto.

Em anatomia chamam-se processos às saliências ou protuberâncias naturais que órgãos, como os ossos), apresentam nos organismos.

Em psicologia, processo é o desempenho de uma atividade cognitiva composta: uma operação que afeta o conteúdo mental; "o processo do pensamento"; "o processo cognitivo da memória".

Em Engenharia de Alimentos, processo é o conjunto de atividades ou operações industriais que modificam as propriedades das matérias-primas com o propósito de obter produtos que atendam as necessidades da sociedade[1] .

Referências

  1. IBARZ, A.; BARBOSA-CÁNOVAS, G. V. Unit operations in food engineering. 2002. ISBN 1-56676-929-9

Ver também[editar | editar código-fonte]