Proclamação de Emancipação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Proclamação de Emancipação
Primeira Leitura da Proclamação de Emancipação, por Francis Bicknell Carpenter (1864)
Primeira Leitura da Proclamação de Emancipação, por Francis Bicknell Carpenter (1864)
Criado 22 de setembro de 1862
Ratificado 1 de janeiro de 1863
Local Washington, D.C.
 Estados Unidos
Signatários Abraham Lincoln
Congresso
Propósito Pôr fim a escravidão nos EUA

A Proclamação de Emancipação foi uma lei elaborada em 22 de setembro de 1862 pelo Presidente dos Estados UnidosAbraham Lincoln e que entrou em vigor em 1 de janeiro de 1863, abolindo a escravidão em todo o território confederado ainda em Guerra Civil. A lei não se estendia aos estados fronteiriços escravistas que não haviam se separado da União, e aos estados confederados já sob controle.

À época de sua ratificação, a Proclamação libertou um número mínimo de escravos, mas conforme a União anexava os territórios Confederados, esta abriu caminho para a abolição total da escravidão no território americano. A escravidão tornou-se ilegal através da aprovação da 13ª Emenda Constitucional, fato que se deu em 1865.

A lei foi severamente criticada nos estados do Sul, cuja atividade econômica era baseada na mão-de-obra escrava. Contudo, a adesão desta medida em todos os estados Confederados asseguraram o principal foco de Lincoln: reforçar os laços da União.


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.