Produção cultural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Produção cultural é uma atividade profissional que consiste em gerenciar a organização de eventos culturais ou a confecção de bens culturais. Produtores culturais podem organizar shows, exposições de arte, espetáculos de música, dança, teatro, ou coordenar a gravação de discos, vídeos, programas de TV, rádio e inúmeras outras atividades de expressão cultural.

Histórico no Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 1995, foi criado na Universidade Federal Fluminense (UFF) o primeiro curso de graduação em Produção Cultural. O mesmo curso foi criado na Universidade Federal da Bahia (UFBA) um ano mais tarde. No ano de 2003, foi criado o Curso superior de Tecnologia em Produção Cultural no Centro Federal Tecnológico de Química de Nilópolis - Cefet Química /CEFETEQ (atual IFRJ). Em 2004, foi criado o curso superior tecnológico de Produção Cultural e de Eventos da Universidade Uniandrade de Curitiba-Paraná. Dois anos mais tarde, foi criado o bacharelado em Produção e Política Cultural no Instituto de Humanidades da Universidade Candido Mendes (IH-UCAM), ligado ao curso de Ciências Sociais desta instituição. No Nível técnico existe a Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch , no Rio de Janeiro, que foi a primeira escola pública a oferecer curso técnico de comunicação na América Latina, que fornece o Curso de Produção Cultural e de Eventos, desde 1999.

Áreas de atuação[editar | editar código-fonte]

  • Atuar na área de planejamento e gestão cultural, estabelecendo metas e estratégias para o fomento e a promoção da cultura, em nível público e/ou privado;
  • Planejar, organizar e divulgar projetos e produtos culturais de toda natureza;
  • Promover a integração entre a criação artística e a gerência administrativa na produção de espetáculos (teatro, dança, música, circo, etc.), produtos audiovisuais (filmes, telenovelas, discos, CDs, DVDs), obras literárias, entre outros setores da indústria cultural;
  • Atuar na curadoria e organização de mostras, exposições e festivais em diversas áreas artísticas;
  • Trabalhar em setores de marketing cultural, desenvolvendo estratégias de investimento em projetos culturais;
  • Exercer a gerência cultural e operacional em instituições públicas e privadas, atuando em centros culturais, galerias de arte museus, bibliotecas, teatros, cinemas;
  • Compor equipes governamentais de gestão cultural em níveis municipal, estadual e federal, auxiliando na definição de políticas públicas para a cultura;
  • Contribuir nas ações de preservação e revitalização do patrimônio cultural;
  • Atuar em ensino, pesquisa e extensão no magistério superior na área de Produção Cultural e áreas afins.
  • Dentre outras

Ver também[editar | editar código-fonte]