Produto viável mínimo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em empreendedorismo, principalmente no contexto de startups, um Produto viável mínimo (MVP, do original Minimum Viable Product) é a versão mais simples de um produto que pode ser lançada com uma quantidade mínima de esforço e tempo de desenvolvimento. [1]

Um MVP ajuda os empreendedores a iniciarem o processo de aprender da forma mais rápida possível, pois poupa tempo e esforços. Porem ele não é necessariamente o menor produto imaginável.

Ao contrário do desenvolvimento tradicional de produtos, que geralmente envolve um longo e pensativo período de incubação, e busca a perfeição do produto, o objetivo do MVP é começar o processo de aprendizagem, e não finaliza-lo. Ao contrário de um teste de protótipo ou conceito, um MVP foi concebido não apenas para responder design de produto ou questões técnicas. Seu objetivo é testar hipóteses fundamentais do negócio.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

Um MVP possui três características principais :

  • Ele tem valor suficiente para que as pessoas comecem a utilizá-lo
  • Ele demonstra o suficiente benefício para reter os usuários iniciais
  • Ele fornece um ciclo de feedback para orientar o desenvolvimento futuro

Esta técnica de desenvolvimento assume que os usuários iniciais podem visualizar o produto final a partir do MVP e que o produto deixa abertura para receber comentários e sugestões para ajudar no desenvolvimento de versões futuras.[3]

Popularização[editar | editar código-fonte]

Este conceito foi popularizado por Eric Ries, consultor e escritor sobre startups, no seu livro The Lean Startup.[4]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Eric Ries. The LEAN STARTUP. United States of America: Crown Business, 2011. p. 77. ISBN 978-0-307-88789-4
  2. Eric Ries. The LEAN STARTUP. United States of America: Crown Business, 2011. p. 93. ISBN 978-0-307-88789-4
  3. Janssen, Cory. Minimum Viable Product (MVP). Techopedia. Página visitada em 22 de Fevereiro de 2014.
  4. Schonfeld, Erick (14 de Agosto de 2011). Lean Startup Thinker Eric Ries: “Don’t Be In A Rush To Get Big, Be In A Rush To Have A Great Product”. Techcrunch. Página visitada em 22 de Fevereiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]