Programa Acessa São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O programa em Avaré

O Acessa São Paulo[1] é um programa de inclusão digital do Governo do estado de São Paulo coordenado pela Secretaria de Gestão Pública, com apoio da Prodesp - Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo.

Instituído em julho de 2000, o Programa Acessa São Paulo oferece para a população do estado o acesso às Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), em especial à internet, contribuindo para o desenvolvimento social, cultural, intelectual e econômico dos cidadãos paulistas. O objetivo do programa é permitir que cidadãos de todos os níveis sócio-econômicos possam acessar as TICs e fazer uso dos serviço que a rede disponibiliza.

Para atingir seus objetivos, o Programa Acessa São Paulo abre e mantém telecentros, espaços públicos com computadores e conexão banda larga para acesso gratuito e livre à internet. Monitores capacitados dão suporte aos usuários do posto para o uso do computador e acesso à internet, oferecendo auxílio para a realização de tarefas escolares, pesquisa, uso de sites de redes sociais, entretenimento e serviços de governo eletrônico, entre outros.

Postos do AcessaSP[editar | editar código-fonte]

Posto do Acessa em Timburi

Para atender a população em suas diferentes necessidades e atingir seus objetivos de inclusão digital, o Programa Acessa São Paulo possui 2 tipos distintos de Posto, cada um com características especiais.

Municipais

Implantados em parceria com prefeituras paulistas, geralmente localizados nas bibliotecas municipais.

Postos Públicos de Acesso à Internet (POPAI)

Implantados em parceria com secretarias e órgãos do [[GoverGoverno do Estado, como os postos do Poupatempo, os restaurantes do Bom Prato, terminais de ônibus da EMTU, estações de trens da CPTM e do Metrô, Secretarias de estado, Centros de Integração da Cidadania (CICs) etc.

Até 2007, o Programa Acessa São Paulo também dispunha de Postos Comunitários, estabelecidos em parcerias com entidades comunitárias e localizados em sua maioria na periferia de São Paulo. Em 28 de novembro de 2007, a gestão desses postos foi transferida para o Governo da Cidade de São Paulo, por meio de um convênio assinado pelo então governador José Serra e o então prefeiro Gilberto Kassab.[2]

Atividades integradas[editar | editar código-fonte]

Além da abertura e manutenção de telecentros, o Acessa São Paulo também desenvolve atividades importantes para a inclusão digital como:

  • Produção de conteúdo digital e não-digital para a capacitação e informação da população atendida[3] [4]
  • Divulgação e facilitação do uso de serviços de governo eletrônico
  • Promoção de ações presenciais e virtuais que possam contribuir para o uso cidadão da internet e das novas tecnologias
  • Fomento a projetos comunitários com uso de tecnologia da informação[5]
  • Produção de pesquisas e informações sobre inclusão digital[6]

O AcessaSP conta com a parceria e o expertise do Lidec - Laboratório de Inclusão Digital e Educação Comunitária da Escola do Futuro, USP - co-responsável por diversas das atividades desenvolvidas pelo programa.


Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]