Programa Luna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização das missões Luna na superfície da Lua.

Programa Luna (também conhecido como Lunik) foi a designação de uma série de missões espaciais não-tripuladas enviadas à Lua pela União Soviética entre 1959 e 1976. Quinze naves foram bem sucedidas, cada uma projetada como um orbitador ou aterrissador, e realizaram muitas conquistas na exploração do espaço.

Executaram também muitas experiências, estudando a composição química, a gravidade, a temperatura e a radiação da Lua. Vinte e quatro naves espaciais foram designadas de Luna, embora mais fossem lançadas. Aquelas que falhavam no lançamento, ou não alcançaram a órbita da Lua por qualquer motivo, não eram reconhecidos publicamente naquele tempo, e a elas não eram atribuídos números da série "Luna" de missões.

Outra realização importante do programa Luna foi a habilidade de coletar amostras do solo lunar e de retorná-las à terra, em 1970.

As missões Apollo, entretanto, retornaram muito mais solo da lua. O programa soviético retornou 326 gramas de amostras lunares quando o programa da NASA retornou aproximadamente 480 quilogramas, algumas selecionadas no local por um geólogo. Entretanto, a exploração robótica é a moda atual da pesquisa do sistema solar. As primeiras missões do programa Luna, foram as primeiras missões avançadas desse tipo.

Missões[editar | editar código-fonte]

  • Luna 1
    • Lançada em 2 de janeiro de 1959
    • Passou a 6.000 km da Lua e transformou-se na primeira nave espacial a cair na órbita em torno do Sol.
  • Luna 5
    • Lançada em 9 de maio de 1965
    • Destruiu-se com impacto na superfície lunar a 31ºS-8ºE.
  • Luna 10
    • Lançada em 31 de março de 1966
    • Transformou-se o primeiro satélite artificial da lua. Orbitou numa distancia de 350 km. Manteve contato durante 460 órbitas em 2 meses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]