Projeção (geometria descritiva)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde novembro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Em Geometria Descritiva, projecção refere-se ao acto de representar um objecto através da passagem por todos os seus pontos de rectas projectantes que intersectam um plano de projecção, assim formando a representação do objecto nesse plano. As características destas rectas de projecção dependem do sistema de projecção que está a ser utilizado.

Sistemas de Projecção[editar | editar código-fonte]

O objectivo da Geometria Descritiva é representar com total rigor objectos tridimensionais num suporte bidimensional (papel, por exemplo), e para isso usa métodos de projecção que têm diversas características e que em certos casos podem ser os mais convenientes:

Múltipla Projecção Ortogonal[editar | editar código-fonte]

Este método utiliza 2 ou 3 (ou por vezes mais) projecções em que se vê o objecto de várias perspectivas. Usa projecção cilíndrica ortogonal, o que significa que as rectas projectantes são paralelas entre si e perpendiculares ao plano de projecção, o que permite tirar medidas directamente do desenho.

Axonometrias[editar | editar código-fonte]

Um tipo de perspectiva que usa projecção cilíndrica para representar objectos numa única projecção, sobre a perspectiva cónica possui a vantagem de se poder tirar directamente medidas, mas é distorcido face à visão humana normal do objecto.

Perspectiva Cónica[editar | editar código-fonte]

Usa a projecção cónica, isto é, os pontos do objecto são projectados num plano (o quadro) através de rectas que não são paralelas mas que passam por um único ponto - o observador - o que dá origem a uma adequação com a visão humana, tal como a diminuição de tamanho aparente com a distância e a existência de pontos de fuga para onde convergem as rectas com a mesma direcção.

Projecção Cotada[editar | editar código-fonte]

A projecção cotada é resultado da projecção num plano das linhas de cota, formadas pela intersecção de planos paralelos e equidistantes com o objecto, sendo usada em cartografia.

Projecção Esférica[editar | editar código-fonte]

A projecção é feita numa esfera usando rectas que passam no seu centro, e que depois é "aberta" estendendo-se na folha de desenho. É usada para representar o mundo.