Projeção cilíndrica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Projeção cilíndrica é a projeção cartográfica em que o esferoide (ou parte do esferoide) é projetado sobre um cilindro tangente ou secante.[1] [2]

No caso da projeto de uma esfera sobre um cilindro tangente ao seu equador ou secante em dois paralelos de mesma latitude absoluta (a projeção cilíndrica equatorial), os meridianos e paralelos são representados por linhas retas paralelas, fazendo um ângulo de noventa graus entre si, sendo a distância entre meridianos constante.[1] [2]

Caso o cilindro esteja em uma posição horizontal, ou seja, seu eixo seja perpendicular ao eixo de rotação da Terra, a projeção é a projeção cilíndrica transversa.[2] Um caso importante a projeção cilíndrica transversa é a projeção Universal Transversa de Mercator, em que um cilindro transverso e secante ao elipsoide é usado para projetar a Terra em uma projeção conforme.[3]

Caso o cilindro esteja em outra posição, ou seja, formando um ângulo entre 0 e 90 graus em relação ao eixo de rotação da Terra, a projeção é a projeção cilíndrica oblíqua.[2]

Exemplos[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. a b A summary of map projections in ArcView
  2. a b c d Jim Riesterer, Geospace Training and Analysis Cooperative, Introduction to Topographic Maps, Map Projections /map_proj.htm [em linha]
  3. Documentação do Matlab [em linha]