Project charter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Project Charter ou termo de abertura do projeto (TAP), é o documento que autoriza formalmente o projeto. Ele concede ao gerente (gestor, pt-PT) a autoridade para utilizar os recursos da organização na execução das atividades do projeto.

O termo de abertura do projeto deve abordar, ou referenciar, as seguintes questões:

  • requisitos que satisfazem as necessidades do cliente.
  • objectivos do projeto (que devem ser SMART)
  • propósito ou justificação do projeto.
  • stakeholders do projecto e os seus papéis e responsabilidades
  • expectivas dos stakeholders
  • identificação do gestor do projeto. e nível de autoridade do gerente.
  • cronograma macro dos marcos do projeto.
  • premissas, ou pressupostos, organizacionais (factores considerados verdadeiros, reais ou certos).
  • restrições organizacionais (factores que limitam as opções da equipa).
  • investimento (orçamento preliminar).
  • contrangimentos e riscos
  • descrição do sub-produto(s) identificados
  • milestones identificadas

Permite assim responder a questões como:

  • O que deve ser feito para atingir o objectivo do projecto?
  • Como deve ser feito?
  • Quem o vai fazer?
  • Quando deve ser feito?
Quando usar um Project Charter?

Sempre que se começa um novo projecto, é durante a fase de iniciação que o Project Charter deve ser definido. Este documento permite definir mais claramente os objectivos do projecto e quais as suas fronteiras, define o âmbito do projecto bem como o produto final.

Ver também[editar | editar código-fonte]