Projeto Negro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Projeto Negro, do inglês Black Project, é um projeto de defesa militar secreto americano não reconhecido pelo governo, militares ou construtoras de aviões de defesa. Exemplos similares de aviões militares dos Estados Unidos desenvolvidos como projetos negros são o F-117 stealth fighter e o bombardeiro stealth B-2 Spirit, que já foram classificados como negados e inacessíveis ao público.

Publicações legais[editar | editar código-fonte]

Os programas negros foram criticados por violar os ingressos e a cláusula de gastos da Constituição dos Estados Unidos. O artigo 1 da mesma, na seção 9, cláusula 7, requer que o governo publique "uma declaração regular e a conta dos ingressos de gastos de todo o dinheiro público".

Publicações pressupostas[editar | editar código-fonte]

Como parte desses programas negros não são revelados, os críticos afirmam que a prática viola a Constituição dos Estados Unidos. Parcialmente para dissuadi-los, o Departamento de Defesa deixa de lado uma parte grande de sua prestação de conta anual intitulando de "pressuposto negro". Esse dinheiro, como é alegado, é dividido em partes sem revelar os projetos negros, de modo que um registro desse dinheiro público é gasto totalmente mesmo sem estar previamente disponível. O Projeto Montauk, considerado por todos, exceto pelos teóricos da conspiração, como fictício, conforme se dizia, era financiado por milhões de dólares oriundos do ouro confiscado dos nazistas.

Projetos negros antes secretos[editar | editar código-fonte]

Projetos negros atuais[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências